..

P
O
L
Í
T
I
C
A








































Candidatos passam o Dia
dos Pais com as famílias

Gravações para o horário eleitoral gratuito e reuniões com lideranças abrem a semana dos adversários ao governo

Ana Cláudia Menezes

Florianópolis - Os candidatos ao governo de Santa Catarina passaram a maior parte do domingo com a família. Quem preferiu agendar algum compromisso com a militância, escolheu atividades que não comprometessem a comemoração do Dia dos Pais. A única exceção foi o senador Esperidião Amin (PPB), candidato ao governo pela coligação Mais Santa Catarina, que embarcou ontem à tarde para Brasília, de onde retorna na terça-feira.

Amin reuniu-se ontem pela manhã com a sua assessoria e criticou a venda de ações da Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (Casan) pelo governo Paulo Afonso Vieira (PMDB). Ele prevê um "rombo" para o Estado se a venda da empresa realmente for realizada. "A sociedade catarinense é quem vai arcar com o prejuízo", acusa.

A coligação da Frente Popular fez campanha na região Oeste durante o final de semana com a participação do vice de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na disputa à Presidência, Leonel Brizola (PDT), em comício em São Miguel do Oeste.

Depois de ficar em casa no domingo, os candidatos ao governo Milton Mendes de Oliveira (PT) e Ricardo Baratieri (PDT) passam o dia de hoje gravando em estúdio para o programa eleitoral em rádio e TV. À noite, reúnem-se com profissionais da saúde para finalizar o programa de governo para a área, que será divulgado no dia 14. Na terça-feira, Milton Mendes e o candidato ao Senado Sérgio Grando inauguram comitê no bairro do Pantanal, às 19h30. Baratieri viaja no mesmo dia para os municípios de Campos Novos, Herval Velho, Joaçaba e Luzerna, no Meio-oeste, onde cumpre agenda com lideranças locais.

Joaninha de Oliveira, candidata pelo PSTU, reuniu-se ontem com estudantes secundaristas e universitários para discutir seu plano de governo na sede do comitê, no centro da Capital. A programação de hoje da candidata inclui visitas à escolas públicas estaduais.

O candidato pelo PV, Rogério Portanova, teve um dia mais agitado. Pela manhã, gravou programas de rádio e TV em seu comitê, no centro de Florianópolis, com a participação de candidatos a deputado estadual e federal. À tarde, distribuiu mascotes de sua campanha - pequenos bonecos de espuma reciclável - em uma festa de aniversário de criança.

Para o dia de hoje, Portanova encontra o candidato a deputado estadual Antônio Machado, do município de Bombinhas, e finaliza a produção de sua homepage na Internet. À tarde, reúne-se com as candidatas à Assembléia Legislativa e Câmara dos Deputados para discutir o programa de governo. À noite, joga futebol com um time de jornalistas no Centro Comunitário do Saco dos Limões.

Governador discute campanha
com coordenadores regionais

Florianópolis - O candidato pelo PMDB ao governo do Estado, Paulo Afonso Vieira, inaugurou no sábado dois comitês em Correia Pinto e Painel e fez um comício na localidade de Ponte Lava Tudo, no limite entre os dois municípios próximos a Lages. Mais 291 comitês foram inaugurados simultaneamente em todo o Estado, cobrindo todos os municípios catarinenses.

Hoje e amanhã Paulo Afonso grava programas de rádio e televisão para o horário eleitoral, que inicia no dia 18, no estúdio da empresa Cineset, no Saco Grande. O roteiro de Paulo Afonso também inclui reunião com os candidatos majoritários e os 26 coordenadores regionais de sua campanha no Estado. A reunião acontece às 10 horas de hoje no Hotel Castelmar, em Florianópolis.

O candidato do PSC ao governo, Carlos Alberto Machado, também passou o dia de ontem com a família, em Balneário Camboriú. Depois de um compromisso com lideranças religiosas e candidatos a deputado estadual e federal no sábado, ele deixou o domingo reservado para um culto na Assembléia de Deus. Hoje ele tem uma reunião com sua assessoria política para acertar detalhes da sua agenda da semana. (ACM)

Câmara estuda cassação
da prefeita de Gravatal

Gravatal ­ O presidente da Câmara de Vereadores de Gravatal, Rudnei Carlos do Amaral Fernandes (PMDB), deve pedir hoje a cassação da prefeita Célia Fernandes (PSDB), por considerar os valores que estão sendo repassados pelo Poder Executivo ao Legislativo são insuficientes para cobrir com os gastos. A sessão ordinária está marcada para as 18 horas. O vice-prefeito Constantino Freitas (PT) confirmou ontem à tarde que a sessão havia sido marcada para quarta-feira passada, mas foi suspensa e transferida para hoje.

De acordo com Freitas, a polêmica sobre o repasse de verbas para a Câmara começou em fevereiro deste ano, depois que o Legislativo apreciou o orçamento de 1998. Como a maioria dos vereadores é de outros partidos, foi estabelecido que o duodécimo teria que ser relativo a 5% do orçamento.

Com o valor previsto no orçamento de R$ 4 milhões, a Câmara teria que receber por ano R$ 200 mil, o que renderia uma parcela mensal de R$ 17 mil. A Prefeitura entrou com uma ação na Justiça para derrubar a determinação do Legislativo, abrindo uma guerra judicial em torno do repasse.

A última decisão da Justiça, que julgou o mérito da questão em primeira instância, determinou que o pagamento deveria ser efetuado sobre a receita, no mesmo percentual de 5%, lembra Freitas. Hoje a receita gira em torno de R$ 140 mil e não alcança a cifra prevista no orçamento. Com isto, a Câmara passaria a receber R$ 7 mil por mês.

"Eles alegaram que com este valor não dá para pagar as despesas. Isto não é motivo para cassar a prefeita. A última ação foi ganha por nós. O pagamento do mês de maio já foi repassado, faltando o de junho e julho", reforçou o vice-prefeito. A Notícia não conseguiu localizar ontem por telefone o presidente da Câmara, Rudnei Carlos do Amaral Fernandes, e a prefeita Célia Fernandes para falarem sobre a sessão de hoje.

Manchetes AN

Das últimas edições de Política
Escrutinadores treinam voto cantado
Empresários cobram dos candidatos as reformas
Kleinübing lamenta candidaturas
Três candidaturas para deputado são impugnadas
PMDB faz pressão em Brasília

Notas
  • PRAZO FINAL

Termina hoje o prazo para os partidos políticos reclamarem da nomeação dos membros das mesas receptoras ao juiz eleitoral, que deverá remeter sua decisão em 48 horas ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Hoje também é o último dia para os membros das mesas receptoras recusarem a nomeação para participar das eleições de outubro.

  • DESISTÊNCIA

O candidato à Presidência da República pelo PTN, Dorival Masci de Abreu, e seu vice Eduardo Gomes comunicaram ao TSE na sexta-feira a desistência da disputa. Thereza Ruiz será a substituta de Dorival e André Araújo Filho ficará no lugar de Eduardo. O primeiro a desistir na disputa à Presidência foi Oswaldo Souza Oliveira, do PRP.


Copyright © 1996 A Notícia - Todos os direitos reservados - Telefone: 055-47 3431-9000 - Fax: 055-047 431 9100
Rua Caçador, 112 - CEP 89203-610 - Caixa Postal: 2 - 89201-972 - Joinville - Santa Catarina - BRASIL
..
. .