..

Leia também:

Bananicultura em crise.
AN Economia

Volvo S80 T6: Um desafio nórdico.
AN Veículos












































Alessandra Negrini (centro) é uma das protagonistas da nova novela de Ricardo Linhares
Telefoto AE

Amor e ódio nas
belas praias do Ceará

"Meu Bem Querer", que estréia amanhã, traz como novidade a divisão da trama em fases

Ana Purchio
Agência Estado

"Meu Bem Querer", a nova novela das sete, que estréia amanhã, marca a volta de Osmar Prado e Marília Pêra à Globo. Ele será o prefeito da fictícia cidade de São Tomás de Trás e ela a fazendeira Custódia, dona de uma plantação de Caju. Murilo Benício (Antônio) e sua mulher Alessandra Negrini (Rebeca) formam o par romântico da trama, que teve seus capítulos iniciais gravados nas praias do Ceará. Antes, a trama de Ricardo Linhares e dirigida por Marcos Paulo havia sido batizada com o nome de"Terra do Sol" e "Miragem".

Os 24 capítulos iniciais se desenrolam na fictícia São Tomás de Trás e uma das novidades será a divisão da trama em fases. Cada virada da história ganha um subtítulo. Logo no começo, o jovem Antônio, filho de criação do padre Ovídio (Cláudio Corrêa e Castro), volta à cidade depois de prestar vestibular em Fortaleza, e reencontra a namorada de infância Rebeca, irmã da artesã Lívia (Flávia Alessandra) - que também é apaixonada por ele- e filha do pastor Bilac (Mauro Mendonça), que criou Juliano (Leonardo Brício), rapaz vingativo. Lívia dá um jeito de seduzir Antônio, em cenas gravadas na praia do Cumbuco, a 38 quilômetros de Fortaleza.

Depois que o ônibus em que os dois viajam quebra e eles têm de parar numa pousada, ela o embebeda com uísque e transa com ele - que sonha estar com Rebeca."Você foi muito carinhoso. Eu gostei, Antônio", diz Lívia, feliz da vida. E ele, surpreso e confuso, responde:"Não quero mais pensar no que aconteceu aqui. Vamos fazer de conta que não foi de verdade. Vou voltar para Rebeca, lutar pelo nosso amor". Só que Lívia acaba engravidando.

Misticismo

A partir do sétimo capítulo, a história dá um salto no tempo. Antônio está casado com Lívia e Juliano com Rebeca. Como as famílias do padre e do pastor são inimigas, a trama ganha lances de muita ação, encontros e desencontros e mostra, paralelamente, personagens místicos e curiosos. Os personagens são sobreviventes de uma cidade que foi tragada por um vendaval e decidem reconstruir tudo. Como acontece nas novelas, há um núcleo rico e outro pobre. Corre entre os moradores a lenda de um certo frei Tomás, que teria morrido há 300 anos, mas cujo espírito continuaria rondando a região.

Taís Araújo é a ambiciosa Edivânea, filha de Tonha da Pamonha (Arlete Salles), e vive dizendo que odeia pobre. Envolve-se com o homem mais rico da cidade, Patrício (Mauro Frias, ex-"Malhação"). Tonha, mulher branca casada com um negro, tem dois filhos negros. Apesar das dificuldades financeiras, está sempre de bom humor e garante o sustento da família vendendo pamonhas. A partir do capítulo 25, ela é eleita vereadora e sua vida muda radicalmente.


Final feliz
marca "Corpo Dourado"

Rosângela Marques
Agência Estado

No final da novela "Corpo Dourado", o delegado Chico (Humberto Martins) vai prender o coração de Selena (Cristiana Oliveira), os mergulhadores Lucas (Felipe Folgosi) e Letícia (Andréa Leal) mostrarão que estão apaixonados até debaixo d'água e o misto de espião e fotógrafo Billy (Fábio Júnior) revela à detetive Diana (Bianca Byington) que jamais a abandonará - ela já estava desconfiada disso.

A paciente Judy (Giovanna Antonelli) esperará feliz o dia da libertação do marido Tadeu (Felipe Camargo), e o casal Guto (Marcelo Faria) e Lígia (Fernanda Rodrigues) finalmente para com as pequenas discussões e se muda para a casa de seus sonhos. Mas, como nem tudo são flores na Praia dos Amores, os dois vilões da história, a ambiciosa e maquiavélica Amanda (Maria Luiza Mendonça) e o misterioso Silveira (Carlos Vereza) terão um fim trágico. A não ser que o autor, Antônio Calmon, mude as cenas dos últimos capítulos da novela, que termina nesta sexta-feira.

De acordo com as sinopses liberadas pela emissora, a novela dará um salto de cinco meses, entre quarta e quinta-feira. O aviso de uma missão de espionagem reservada a Billy é a oportunidade que falta ao destino para que Selena possa recobrar a memória. Tempos depois, quando Billy manda um telegrama chamando toda a família para ir à Europa, Selena procura Chico a fim de pedir uma autorização de viagem para o filho Chiquinho. Como o delegado nega, Selena fica revoltada e vai dar uma volta pela praia de Marimbá.

De repente, alguns flashes do passado desfilam pela sua cabeça, ela recobra a memória e corre para dar a notícia à mãe, Camila (Ana Rosa). Surpresa, mas feliz da vida, Camila abraça a filha. Mais tarde, quando Billy volta da viagem, Selena ainda tenta fingir que continua com amnésia, para não deixá-lo magoado, mas Camila abre o jogo.

Billy, é claro, fica surpreso, mas se recobra do golpe. E, por obra e graça do filho Zeca (Java Mayan), acaba acertando os ponteiros com Diana.


Lúcia vai à guerra

A personagem de Natália do Valle em "Torre de Babel" abre fogo contra o homem que ama

Ana Purchio
Agência Estado

Em "A Próxima Vítima", Natália do Valle era Helena, "a bonitona do Morumbi", e sofria com o fim de seu romance com o feirante Juca (Tony Ramos). Em "Torre de Babel", é a elegante Lúcia e sofre com a separação de seu grande amor, o empresário César Toledo (Tarcísio Meira), mas vai à luta contra ele, numa demanda judicial em que ela considera muito justa. Os atores são os mesmos (Tony e Tarcísio), o autor é o mesmo (Sílvio de Abreu), mas nesta novela a atriz prepara-se para o crescimento de sua personagem, uma advogada famosa, respeitada e bonita que resolve abandonar o noivo Edmundo (Victor Fasano) por causa de seu amor por César.

"Lúcia é a típica mulher de sucesso que, nos anos 70, colocou a carreira na frente do amor", define a atriz. "Depois de reencontrar César Toledo, sua grande paixão da adolescência, revive com ele todos os bons momentos daqueles tempos, mas chega uma hora em que ela precisa se decidir entre a carreira e o amor". Mesmo relutando a princípio, Lúcia resolve ficar do lado dos advogados do escritório onde trabalha e aceita representar as vítimas da explosão do shopping, numa ação de indenização contra César Toledo.

Se a relação entre os dois fica abalada devido a essa decisão, a gota d'água vem em seguida, depois que César tem uma "recaída" e passa uma noite de amor com a ex-esposa, Marta (Glória Menezes). Desconfiada, Lúcia vai à casa de Marta e as duas discutem bem na hora da chegada de César que, irritado com a atitude da advogada, acaba voltando para os braços da ex-mulher.

Carreira

"Ficar um tempo sozinha é bom para admnistrar os sentimentos", comenta Natália do Valle, que já curtiu um período de separação na vida real, mas prefere falar só de sua personagem e de sua carreira iniciada há mais de 20 anos, quando estreou em "Gabriela" (1975), como a prostituta Aurora. Antes, fez teatro amador no Rio, onde nasceu, e apresentou programas educativos na TV Cultura de São Paulo, em 1972, época em que também estudava Filosofia na USP.

De todos os papéis que fez até hoje, ela destaca a Selma da peça "A Partilha", escrita por Miguel Falabella e que a afastou da tevê entre 1990 e 1993, quando retornou em "Olho por Olho". Lembra, ainda, a Débora de "Final Feliz" (1982), e a Suzanne de "Que Rei Sou Eu?", além da Helena de "A Próxima Vítima".

No começo dos anos 90, Natália do Valle deu uma parada na carreira artística para passar um ano em Londres e passear pela Noruega, Suécia e Escócia, além de estudar inglês e francês. Gosta de acordar cedo, de escrever e tomar banho de cachoeira, praticou ioga durante seis anos, fez análise freudiana e lê muitos livros - "a escolha do autor depende do meu estado emocional", explica.

Ela fica chateada se é chamada de esnobe. "Quero ser vista como uma pessoa normal, não gosto do rótulo de estrela", garante. E, logo depois de "Torre de Babel", quer incluir a bioenergética em seus planos. Sobre o futuro de Lúcia na novela, garante não saber muitas coisas, por enquanto. Mas quem conhece Sílvio de Abreu sabe que ele não escalaria uma atriz do porte de Natália do Valle sem reservar um final grandioso para sua personagem. É esperar para ver.


Orfanato renovado

"Chiquititas" entra na terceira fase com caras novas e um novo lar, com fama de mal-assombrado

Mera Teixeira
Agência Estado

A nova e terceira fase da novela "Chiquititas" está no ar com uma turminha renovada. Com a venda do Lar Raio de Luz, as crianças mudaram-se para o casarão Beco da Harmonia, onde surgirão novos órfãos e muitos vizinhos. Além de alguns personagens que entraram na história nas últimas semanas, novos atores, dos 300 selecionados nos testes realizados no SBT, estão chegando em Buenos Aires para estrear nos próximos dias na Telefe, emissora que produz a versão brasileira da novela argentina para a televisão de Silvio Santos. No novo lar, crianças e adultos enfrentarão aventuras e desventuras no casarão com fama de mal-assombrado.

A desconfiança de que existe alguém morando na casa e está empenhado em transformar a vida de todos num inferno é inevitável. Esse alguém tem nome: Helena Kreguer (Imara Reis), uma vilã, obsessiva na limpeza e fora de moda no figurino. Logo, ela ganhará o apelido de Múmia. "Vou me divertir muito com essa mulher e dar tudo de mim, mesmo porque estou achando bárbaro trabalhar numa novela infantil, diferente do que eu já fiz ate hoje", comemora Imara, a Vera de "Mandala" e estrela de vários filmes, como "Flor do Desejo".

A mãe de Mili (Fernanda Souza), que acreditava na morte da filha, surgirá na história. É a senhora Gaby (Vanusa Ferlim), sobrinha da maquiavélica Carmem (Débora Olivieri). A doce Carolina (Flávia Monteiro) vai ter que disputar o namorado Fernando (Nelson Freitas Jr.) com Andréa (a ex-paquita Bianca Rinaldi).

Da nova turma, que se junta aos seis veteranos, uma das revelações é o irreverente Francisco Abreu, que vive o hilário Tatu. O estreante na tevê faz teatro desde os 9 anos. Chico, como é chamado por todos, sonha em fazer humor como Jô Soares. Ele tem 13 anos e estava fora do perfil que a produção procurava, já que a idade mínima para atuar com a turminha do orfanato é de 12 anos. Mas o talento do menino de Belo Horizonte encantou o produtor executivo, Roberto Monteiro, e ele foi contratado na hora. "Quando fui avisado que passei no teste, nem quis acreditar', lembra o gorducho brincalhão.

Novo amor
Luca (Guilherme Lima) vai ajudar Mili a superar suas dificuldades
Telefoto AE

Guilherme Lima é o novo galã de "Chiquititas"

O terceiro namorado da doce Mili (Fernanda Souza) entra em cena na novela "Chiquititas" no capítulo de segunda-feira, dia 24. É o músico Luca, interpretado pelo gaúcho Guilherme Lima, de 18 anos, que está trocando o vestibular do curso de Direito pela carreira de ator. "O último namorado dela, João Pedro (Gabriel Pinheiro), entrou na história atropelando-a com uma moto. Mas, como meu personagem é mais pobre, vai atropelá-la com uma bicicleta", conta o ator.

Embora o primeiro encontro ocorra de uma forma meio brusca, a partir daí os dois ficam amigos e não demora muito para se descobrirem apaixonados. "O Luca vai começar a tirar os traumas da Mili, que está se sentindo insegura por causa da cegueira", adianta o intérprete. Ele começa levar a namorada em festas, passeios e a incentiva a voltar a viver normalmente. É claro que todas estas atenções despertarão novamente a inveja da maquiavélica Marian (Mariane Oliva), que vai tentar acabar com o romance de Mili.

Música

O jovem músico está começando a carreira e passa a tocar em bares. De violão em punho, os encontros com Mili serão regados à muita música. "Estou adorando o personagem porque me identifico muito com ele, até pela simplicidade de se vestir", diz o ator, que toca violão desde os oito anos. Além das prediletas músicas românticas, Guilherme, que está terminando o 2º grau, revela que é fã de Pink Floyd e Legião Urbana.

Apesar de ser conhecido como músico em Torres, no litoral norte do Rio Grande do Sul, onde nasceu, sua experiência como ator limitava-se apenas ao teatro de escola. Assim que soube do teste em Porto Alegre para atuar em "Chiquititas", o estudante não hesitou. "É arte que quero para a minha vida", garante. Candidato a ser o novo galã da novela, o sonho de ser advogado começa a ficar para trás. "Se eu não tivesse vindo para Buenos Aires, faria faculdade de Direito em Torres. Mas agora estou indeciso e penso em cursar Artes Cênicas ou Música. Ainda vou decidir, mas quero sempre estar ligado à música".

Foi através de uma história parecida com a dos órfãos de "Chiquititas" que levou Guilherme a assistir a novela infantil, do SBT. A mãe, Marli, adotou uma menina órfã, de sete anos. "Minha mãe fazia a gente parar com qualquer programação para assistir "Chiquititas", e ficávamos comovidos porque a história da minha irmã adotiva, Angélica, é bem parecida", conta ele, que até então só tinha o irmão Gabriel, de dez anos. (M.T.)

Manchetes AN

Das últimas edições de AN Tevê
Magia marca estréia de "Brida"
A justiça que aparece na tela
Esquenta a guerra pela audiência aos sábados
"Vida ao Vivo Show" aposta no ridículo
Emissoras sacrificam programas

Semana

Chacrinha

A CNT transmite nesta quinta-feira, às 22h15, o documentário "Dez anos sem Chacrinha, quem não se comunica se trumbica". Com 90 minutos de duração, o programa, dirigido por Carlos Alberto Vizeu e produzido pela Tele Tape, vai mostrar os melhores momentos da "Discoteca", do "Cassino" e da "Buzina do Chacrinha", além de contar com depoimentos de artistas e personagens que participaram da história.

"Falcão na Contramão"

O repentista Florindaldo Vitorino é a atração do programa "Falcão na Contramão" desta sexta-feira, às 21h40, na Bandeirantes. O talk-show, que estreou no último dia 31, é um prato cheio para os admiradores do "brega cult".

Humor

Renato Aragão e Chico Anysio estão de volta à Globo. O eterno Trapalhão retorna com um humorístico que vai ao ar aos sábados, a partir deste dia 15, às 21h40. Logo após vai ao ar "O Belo e as Feras", com Chico Anysis. O episódio de estréia, "Só o Amor Destrói", conta com a participação de Regina Duarte.

Novidades na telinha

McDia

A turma da "TV Cruj" participará, pela primeira vez, do tradicional McDia Feliz. Diego Ramiro, Caique Benigno, Jussara Marques e Leonardo Sierra Monteiro, que comandam o Disney Club do SBT, estarão em três endereços da lanchonete McDonald's, que, no sábado, reverterá a renda obtida com o sanduíche big mac às instituições que cuidam de crianças com câncer.

Mestrado

Hoje, a estrela do "Espaço Aberto", do repórter Caco Barcelos, no Globo News, é Darlene Tarikani, primeira índia brasileira com diploma de mestrado. Para entrevistá-la, Caco Barcelos foi até a aldeia de Bacairi, no Mato Grosso.

Reflexo

Ganhou um toque poético o documentário "O Centro em Quatro Estações", de Maria Cristina Poli, que a Cultura exibirá de terça a sexta, às 22h30. A intenção é focalizar o centro da cidade de São Paulo como palco de grandes acontecimentos e, também, como reflexo do País, mostrando, por exemplo, banqueiros convivendo com meninos de rua.

Sem música

O VJ Gastão desistiu da dupla jornada de trabalho. Ele deixou a banda Rip Monsters, na qual tocava ao lado do ator Heriberto Leão, para ficar só na MTV. "Sabia que um dia não conseguiria dar conta de todos meus compromissos", comenta.

Top model

Convocado para comandar o "Xuxa Park" de hoje, o pagodeiro Alexandre Pires realizará, no ar, o sonho de virar top model. Marlene Mattos mandou armar uma passarela no cenário, onde ele gravou entre os convidados, escolhidos pelo cantor estão Biquíni Cavadão, Os Paralamas do Sucesso e Soweto.

Palavra de doutora

A partir desta semana, Eva Wilma vai pintar em outras emissoras, além da Globo. A atriz emprestará seu talento a um comercial de 60 segundos que abre, na quinta-feira, campanha do governo contra o câncer do colo do útero. Eva, que não cobrou cachê, aproveitará a credibilidade da ginecologista e obstetra Marta, do seriado "Mulher", para convencer as mulheres a fazer o exame gratuito.


Discovery mostra os destroços do Titanic

Canal transmite hoje, ao vivo, uma expedição até os restos do lendário transatlântico

O Discovery Channel e a RMS Titanic, Inc. realizarão uma segunda expedição científica até os destroços do Titanic, com imagens inéditas, direto do local onde se encontram os escombros do Titanic. Esta transmissão faz parte do "Titanic ao Vivo", um especial que será transmitido para todo o mundo hoje, das 21 às 23 horas (horário de Brasília).

O épico "Titanic ao Vivo" oferece aos telespectadores de mais de 100 países, uma visão inédita das descobertas realizadas até a metade da expedição, com comentários e análises dos renomados especialistas no desastre do Titanic, que estão fazendo parte da aventura no local dos destroços do famoso navio. O Discovery Channel transmitirá este especial ao mesmo tempo em que as pesquisas se realizam e as descobertas acontecem, com interpretação simultânea da transmissão em inglês para espanhol e português, e com a participação de especialistas, que falam espanhol.

A transmissão ao vivo será precedida pela estréia em português do programa "Titanic: Histórias Inéditas", que irá ao ar a partir das 20 horas, e que conta as comoventes histórias ligadas à tragédia do Titanic, através de testemunhos das pessoas que sobreviveram ao desastre, cartas pessoais, encenações dramáticas, objetos recuperados e material de arquivo.

A transmissão global inclui material ao vivo do local dos destroços, quatro quilômetros abaixo da superfície do Atlântico Norte. A equipe de pesquisa desta expedição utilizará pequenos veículos movidos por controle remoto para se aventurar através de lugares menos acessíveis do Titanic, alcançando locais nunca antes explorados. Pesquisadores enviarão câmeras para a danificada popa do navio e para a proa, praticamente intacta, na esperança de capturar imagens que devem responder a várias perguntas sobre a cadeia de eventos que causaram a destruição do luxuoso transatlântico.

Também será conduzida uma detalhada pesquisa do local, com a utilização de câmeras fotográficas digitais para gravar mais de 24 mil imagens separadas.


Angélica volta das férias com novos projetos

Mera Teixeira

A apresentadora Angélica, que passou as férias no Egito e Roma, onde tomou bênção do Papa e comprou diversos tercinhos, voltou com muito trabalho pela frente. Além de comandar o programa "Angel Mix" e a novelinha "Caça-Talentos", ela está finalizando o novo disco e inicia em breve as filmagens de "Nas Ondas da Angélica", da Globofilmes, com direção de Daniel Filho. Durante a última semana, gravou várias novidades para o "Angel Mix". "Vamos basicamente dar um foco maior para as crianças de 6 a 7 anos, no horário das 8 às 10 horas. Mudar o programa no meio do ano não faz sentido. As maiores mudanças ficarão para dezembro", diz.

Angélica garante que a mudança deverá deixar o programa mais educacional. "As atrações infantis trarão temas diferentes a cada dia, com ilustrações de animais, debates de crianças, mas dentro do cenário que já existe. Das 10 às 12 horas serão desenhos fragmentados, coisas mais didáticas. Mas tudo dentro de um programa de shows, com ótimas brincadeiras", explica. Segundo ela, há uma certa resistência quanto às mudanças neste momento, já que a audiência está boa, atingindo média de 10 pontos e pico de 15. "Tenho medo de mudar e não dar certo", comenta. A novelinha "Caça- Talentos" terá vinhetas de computação gráfica.


Copyright © 1996 A Notícia - Todos os direitos reservados - Telefone: 055-47 3431-9000 - Fax: 055-047 431 9100
Rua Caçador, 112 - CEP 89203-610 - Caixa Postal: 2 - 89201-972 - Joinville - Santa Catarina - BRASIL
..
. .