..

P
O
L
Í
C
I
A























Justiça ouve
acusados de homicídio

Morte de amigas foi marcada por
barbarismo, no dia 31 de outubro

Amílcar Oliveira

Florianópolis - Começam hoje os depoimentos dos três acusados dos assassinatos de Carla Regina Haack, 25 anos, e Rosani Natalina Bertocchi, 22, crime que há um mês abalou a região da Grande Florianópolis. A partir das 14 horas, o juiz Tulio José Moura Pinheiro, da 1ª Vara Criminal de Florianópolis, ouve os depoimentos de Cláudio Gilberto Ferreira da Silva, o Maguila, 41 anos, João Aurélio Vogel, 29 anos, e Marcelo Machado da Silva, 22, acusados de homicídio triplamente qualificado pela promotora Regina Kurschus. Maguila ainda deve responder às acusações de ocultação de cadáver e furto.

O crime aconteceu há um mês, na madrugada de sábado, dia 31 de outubro. Carla e Rosani, amigas que moravam juntas em Canasvieiras, foram mortas a facadas. O corpo de Carla foi encontrado carbonizado durante a manhã no Parque Florestal do Rio Vermelho. O corpo de Rosani estava em uma casa abandonada no município de Águas Mornas, na Grande Florianópolis. No inquérito, Maguila foi apontado como autor do crime, Vogel como mandante e Marcelo, amigo de Maguila e ex-funcionário de Vogel, como intermediário da negociação.

Conforme o inquérito, a intenção inicial de Vogel era dar um "susto" na ex-namorada, daí a idéia de queimar o carro de seu namorado. Vogel não teria se conformado com a separação. Por várias vezes, ameaçou Carla, fato confirmado por parentes da vítima. Rosani teria morrido por estar "no lugar errado, na hora errada", conforme disseram os policiais. Isto é, teria visto Maguila saindo com Carla. Depois disso, teria sido morta.

Durante a fase do inquérito policial, já concluído pelo delegado titular da 10ª Delegacia de Polícia, Evaristo de Souza Nunes Neto, vários álibis dos acusados foram derrubados por testemunhas ouvidas pela polícia. A compra de combustível em um posto de gasolina no Saco Grande - que seria usada para colocar fogo no carro do fiscal de ônibus Osvaldino Magalhães, namorado de Carla - foi negada por Maguila e Vogel, mas um frentista do posto confirmou o fato para os policiais.

Outro desmentido partiu da própria namorada de Vogel, Eliege de Oliveira Coutinho. No primeiro depoimento, Eliege disse que passou a noite inteira com Vogel em um motel. Depois voltou atrás, o que levou Vogel a admitir que conhecia Maguila, através do ex-funcionário, e que tinha contratado o policial para dar um susto na namorada.


Garçonete estuprada
e morta na região Oeste

Herval do Oeste - A garçonete Naldina Terezinha Ferrari, 38 anos, que estava desaparecida desde a última quinta-feira, foi encontrada morta no final de semana em um matagal próximo à subestação da Celesc, em Herval do Oeste. Depois de efetuar algumas diligências e ouvir depoimentos de vizinhos e familiares da vítima, a polícia chegou ao principal acusado, Paulo de Souza, o "Paulão", residente na favela Brasília, que admitiu a autoria do crime e indicou o local onde havia deixado o corpo.

De acordo com o delegado Túlio Walendowski, "Paulão" confessou também que estuprou a garçonete antes de matá-la com várias pauladas na cabeça. O crime ocorreu na manhã de quinta-feira e "Paulão" teria voltado ao local no período da tarde para se certificar se Naldina estava morta. Não satisfeito, aplicou um golpe de faca no pescoço da vítima. A polícia ainda não sabe se a mulher estava viva ou se morreu com a facada. "Paulão" disse que matou por medo que o estupro fosse denunciado pela vítima.

Naldina era casada, tinha três filhas, morava no bairro Nossa Senhora Aparecida, em Herval do Oeste e trabalhava em uma lanchonete em Joaçaba. Como fazia todos os dias, na manhã de quinta-feira, pouco antes das 10 horas, saiu para trabalhar mas não chegou na lanchonete. A família comunicou a polícia, que iniciou as investigações. A filha Eliane informou que enquanto prosseguiam as buscas "Paulão" teria comentado com vizinhos que havia matado uma mulher, dizendo que queria voltar para a cadeia, "onde não precisava trabalhar e tinha comida de graça".

Ele cumpria pena de 15 anos por homicídio e havia obtido liberdade condicional. Há cinco anos, matou um homem nas margens do rio do Peixe, em Joaçaba. "Paulão" está à disposição da Justiça no presídio regional de Joaçaba e vai responder processo por estupro, homicídio, ocultação de cadáver e latrocínio. Segundo a filha Eliane, o acusado ainda teria roubado roupas, um relógio e R$ 6,00.


Joinvilenses
são presos no Rio

Trio estava roubando caixas
eletrônicos em Nova Friburgo

Jeferson Saavedra

Joinville - O furto em caixas eletrônicos levou mais uma quadrilha de Joinville à prisão no centro do País. No último sábado, policiais de Nova Friburgo (RJ) prenderam Josias Eliel Soares, 20 anos, Fábio Luciano de Mello, 21, e Ronaldo Miranda, 28. O trio roubou R$ 31.158 de um caixa eletrônico de uma agência do Unibanco, em Friburgo. De acordo com a polícia, os detentos afirmaram que pretendiam seguir assaltando bancos até Recife. Ainda no primeiro semestre, quatro jovens de Joinville foram presos em São Paulo pelo mesmo motivo. Uma outra quadrilha foi detida no Rio de Janeiro em maio. A maioria dos quadrilheiros já foi recambiada para Santa Catarina.

Josias Eliel tem pelo menos duas condenações por furtos em caixas eletrônicos. Desde o dia 20 de novembro, Josias está foragido do albergue do presídio de Joinville. O detento cumpria pena por roubos a caixas eletrônicos em Gramado (RS) e Santa Bárbara do Oeste (SP). Fábio Luciano também tem passagens pela polícia de Joinville. No depoimento prestado na delegacia de Nova Friburgo, o trio afirmou que os furtos são facilitados pelo fato contaram com uma chave-mestre universal. "Eles sabem como agir através de dicas do pessoal das equipes de manutenção, segundo eles mesmos alegaram", contou o delegado José Pedro da Silva, da 151ª Delegacia de Polícia.

A quadrilha de Joinville havia assaltado um caixa no município vizinho de Petrópolis na manhã de sábado. À noite, realizaram o roubo no Unibanco. Após esvaziarem o caixa, eles usaram a rodovia RJ-116 na fuga para o Rio de Janeiro. A alta velocidade do Ômega usado pelos ladrões chamou a atenção de um pedestre, que não hesitou em chamar a polícia. Interpelados nas proximidades de Mury, os assaltantes se renderam sem resistência. Todo o dinheiro roubado foi recuperado. A polícia segue investigando a possibilidade de que o trio tenha realizado outros assaltos em Petrópolis, Niterói e São Gonçalo, todos municípios do Rio de Janeiro. Os três assaltantes permaneceram presos em Nova Friburgo à disposição da Justiça.

O diretor do presídio de Joinville, Juarez Espíndola, teve reforçada sua convicção quanto à necessidade de extinção das prisões albergues, de onde Josiel fugiu para assaltar caixas eletrônicos no Rio de Janeiro. "A maioria não consegue emprego e fica roubando de dia. Fica difícil provar alguma coisa e o albergue é usado apenas para se esconder da polícia. Isso é muito comum no caso do pessoal envolvido em furto", diz o diretor.


Encapuzados roubam
ônibus de turismo

Joinville - Quatro homens encapuzados, usando coletes da Polícia Civil e armados com pistolas e escopetas, assaltaram na noite de domingo o ônibus de turismo da empresa Promotur, de Joinville, que viajava com 26 passageiros. O assalto aconteceu no acesso ao distrito industrial, em Pirabeiraba, no sentido Curitiba-Joinville. Ao todo, foram roubados cerca de R$ 10 mil entre dinheiro e dólares, além de jóias e aparelhos celulares.

Segundo o motorista Amarildo Marioti, o assalto aconteceu por volta das 23h40, quando ele se dirigia para o Paraguai. A quadrilha entrou no ônibus se identificando como sendo policiais civis. Com capuz no rosto e empunhando as armas, alegaram que estavam à procura do diretor do presídio, Juarez Espíndola, por crime de tráfico de drogas.

Depois, em questão de segundos, os acusados teriam anunciado o assalto, passando a revistar todos os passageiros e roubando R$ 10 mil, entre dinheiro e dólares, além de jóias e aparelhos celulares. Um dos passageiros, para não ser roubado, jogou a bolsa, do tipo poxete, no meio de um matagal e acabou sendo agredido a tapas. Os outros passageiros preferiram ficar em silêncio.

Conforme revelaram à delegada Maria de Fátima Souza Ignácio, no 3º Distrito Policial, os motoristas Amarildo Marioti e Sidnei da Luz, e o guia turístico Gerson Marcelino, os assaltantes usavam capuz preto de laicra e eram altos. Até o final da tarde de ontem, apesar das buscas, a equipe de investigação ainda não havia identificado a quadrilha. A delegada acredita que os assaltantes devem ter passagem pelo presídio, por isso mencionaram o nome do diretor. (Arlei Zimmermann)


Flagrante

Suspeitos de roubo
de pneus são detidos

Gaspar - A polícia prendeu em flagrante ontem por volta das 3 horas João Batista Fraga, 38 anos, e seu sobrinho Djalma Cargnin, 35 anos. Eles estavam ajudando a descarregar 300 pneus roubados por oito homens de duas carretas, horas antes na distribuidora de combustíveis Dalçóquio, em Itajaí, num galpão na localidade de Sertão Verde.

Acidente

Homem soterrado em
engenho na região sul

Nova Veneza - Altir Carlos Dick, 40 anos, morreu na manhã de ontem soterrado por uma parede que caiu num engenho de arroz na comunidade de Rio Cedro Médio, dez quilômetros do centro de Nova Veneza, sul do Estado. O acidente aconteceu às 10h45, quando Altir consertava uma das correias que levava o arroz até um dos silos de armazenagem.

Manchetes AN

Das últimas edições de Polícia
Zelador indiciado por assassinato de mulher
Apreensão de cocaína cresce 120%
Zelador indiciado por assassinato de mulher
Operação apreende mais de 20 toneladas de mercadorias
Envolvidos em crime denunciados à Justiça

Notas

Fatalidade 1

Menor morre sob o rodado de caminhão

Joinville - Diego Armando Dias, 10 anos, morreu atropelado pelo caminhão Mercedes Benz placas MAI 7230, Joinville, dirigido por Gerson Souza, 20 anos. O acidente aconteceu por volta das 17h25 de ontem, na rua 15 de Novembro, no bairro Vila Nova. Segundo o investigador Deír, da Delegacia de Acidentes de Trânsito, o menor trafegava de bicicleta pela faixa lateral da via cheia de buracos (não havia calçada), quando desiquilibrou-se, caindo debaixo do rodado traseiro do veículo.

Fatalidade 2

Garoto se fere com tiro de arma do pai

Três Barras - Juliano Ferreira, 4 anos, ficou gravemente ferido no rosto após disparar acidentalmente o revólver calibre 32 de propriedade de seu pai, Bilmar Ferreira. O acidente aconteceu às 17 horas de ontem, no bairro São Cristóvão. O menor foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros e está internado no Hospital Santa Cruz, em Canoinhas, Planalto Norte.

Investigação 1

Polícia busca autor de esfaqueamento

Jaraguá do Sul - A Polícia Civil procura pistas do homem que esfaqueou o papeleiro Adilson José Ranowski, 24 anos, pouco depois das 22 horas de domingo, na rua João Planinscheck, no bairro Nova Brasília. Adilson teve o pulmão direito perfurado e pediu ajuda numa das residências, e o Corpo de Bombeiros foi acionado. Deu entrada às 22h50 no pronto-socorro do Hospital São José, onde permanece em estado grave.

Investigação 2

Perito elabora retratos falados

Jaraguá do Sul - O perito Cassius Clay, da DEIC de Florianópolis, esteve ontem no município para fazer os retratos falados dos três assaltantes da Relojoaria Simara, de um suspeito de estupro e a reprodução das imagens filmadas de dois homens que praticaram furto de dois malotes da agência da Caixa Econômica Federal (CEF), todos ocorridos há mais de uma semana.

AN Manchetes


Copyright © 1998 A Notícia - Todos os direitos reservados - Telefone: 055-47 3431-9000 - Fax: 055-047 431 9100
Rua Caçador, 112 - CEP 89203-610 - Caixa Postal: 2 - 89201-972 - Joinville - Santa Catarina - BRASIL
..
. .