..

P
O
L
Í
C
I
A























Sai a sentença dos
matadores de médico

Assassinos pegam penas de 25 e 20 anos de prisão; outros dois envolvidos serão julgados este ano

Marcos de Oliveira

Joinville - Os autores do latrocínio (matar para roubar) do médico urulogista Antônio Simeão Rodrigues Júnior, 34, respectivamente, Carlos Luiz da Silva e Luiz Carlos Junckes Júnior, o Carlinhos da Papa, foram condenados a 25 e 20 anos de reclusão, respectivamente. A sentença foi dada pelo juiz da 2ª Vara Criminal de Joinville, Newton Varella Júnior. Outros dois envolvidos no crime, Marcelo Tavares, o Marcelo Louco, e Júlio Carlos Raulino, aguardam decisão da Justica. O retardamento do anúncio das sentenças deve-se ao desmembramento do processo motivado por mudanças de advogados.

O crime, ocorrido no dia 2 de maio de 1998, com requintes de barbarismo, teve grande repercussão na sociedade joinvilense. Antônio Rodrigues, conceituado médico urulogista, foi vítima de uma trama protagonizada por um grupo de homens com vasta ficha policial. O que para o médico era para ser apenas um relacionamento de amizade, que teve início através do telefone "145 Disque-Amizade", com Marcelo Louco, terminou em tragédia.

Reservado, Antônio Rodrigues combinou com Marcelo que ele somente teria acesso à residência, na Zona Sul de Joinville, se chegasse em seu carro, o Fiat Pálio, no horário previamente acertado. Antes, porém, Marcelo acertou com Carlos Luiz da Silva e Luiz Carlos Junckes Júnior os planos para um assalto. No determinado horário o médico franqueou a entrada para Marcelo, que por sua vez, patrocinou o acesso dos outros dois que anunciaram o roubo.

Horas depois o grupo executava a vítima a tiros, nas proximidades do balneário de Barra Velha, para onde foi levado, amarrado no porta-malas de seu automóvel Vectra. Duas semanas depois toda a trama foi esclarecida pela polícia e os envolvidos presos. Mas, alguns acusados de envolvimento no caso, conseguiram provar que nada tinham com a trama. Como Sidnei Marcílio, o Cebolinha, atualmente foragido da Justiça (condenado a 12 anos de reclusão por envolvimento em seqüestro), que adquiriu pertences do médico e foi quem entregou o bando à polícia.

Na fase judicial, Carlos Luiz da Silva assumiu a autoria do crime e tentou inocentar Marcelo Louco e Carlinhos da Papa. A estratégia não deu certo. Ficou configurada a participação ativa dos demais. A previsão do cartório da 2ª Vara Criminal é que as sentenças de Marcelo Louco e Júlio Carlos Raulino deverão ser pronunciadas nos próximos dias.

No processo de Raulino, que está foragido, o advogado Júlio César Vargas que iniciou no caso, declinou a continuidade da defesa. O juiz Newton Varella Júnior nomeou o advogado Ari Nunes Alves como novo defensor do acusado que poderá ser condenado à revelia.


Suspeito deve estar no Estado

ALINE FELKL

Florianópolis - A polícia garantiu ontem que o bancário Jaison Luís Cervi, principal suspeito do assassinato do empresário Wagner Antônio Rodrigues, morto com quatro tiros na madrugada do dia 12, não deixou o Estado. Ele estaria acompanhado da namorada, cuja identidade é preservada, e que, segundo testemunhas, ficou esperando o acusado no carro. O delegado Pedro Fernandes Pereira Filho, da 5ª DP de Florianópolis, informa que "duas ou três" ligações anônimas recebidas na última semana confirmam a permanência de Jaison em Santa Catarina.

Jaison está com mandado de prisão temporária e está foragido desde a morte de Rodrigues, sócio do Bar Quintal dos Açores. O motivo do crime, que reforça as acusações contra Jaison, foi revelado por um homem conhecido por "Jarrão", fichado por tráfico de drogas. Fiscal de ônibus, Jarrão depôs na segunda-feira e contou que o empresário mantinha uma dívida aproximada em R$ 20 mil com o acusado.

Há três meses, Jarrão e um outro homem que está sendo procurado para depor, foram convidados por Jaison para "dar uma prensa" em Rodrigues. O porte de mais de 100 quilos e quase dois metros de altura pesaram na escolha de Jarrão para a tarefa, que segundo ele não passou de uma conversa para assustar o empresário, sem uso de armas. No último mês, o fiscal garantiu ter encontrado apenas uma vez com Jaison, por acaso, e que não teriam tratado do assunto.

A polícia descobriu ainda que um irmão de Jaison também teria passagem por tráfico de drogas, o que reforça a suspeita de que a dívida era decorrente de entorpecentes. A família do bancário reside em Brusque e seu advogado procurou o delegado na quinta-feira passada para conhecer os indícios contra Jaison. Ele garantiu que o suspeito não fez contato com nenhum parente.

Além do paradeiro de Jaison, o que mais intriga a polícia da Capital está ligado ao motivo do assassinato: se foi mesmo uma dívida. A questão é descobrir porque nada de valor foi levado da casa do empresário, o que compensaria o pagamento. Por isso, o delegado Pereira Filho acredita que o crime não foi premeditado. "Ele pode ter matado Rodrigues num momento de descontrole, num acesso de raiva", supõe.


Empresário desaparece
em queda de ultraleve

Áurea Arendartchuk

Porto União/União da Vitória - Um ultraleve pilotado pelos empresários do ramo madeireiro Fernando Moeck, 45, e José Fernando Dissenha, caiu ontem por volta do meio-dia, no rio Iguaçu, próximo aos bairros Santa Rosa e Caixa D'Água, divisa entre a cidade catarinense de Porto União e o município paranaense de União da Vitória. Logo após o acidente, o Corpo de Bombeiros de Porto União foi acionado e resgatou Fernando Moeck, que foi internado em estado de choque. O outro empresário, José Fernando Dissenha, continuava desaparecido até a noite de ontem.

Segundo informações prestadas por soldados do Corpo de Bombeiros de Porto União, o ultraleve havia decolado do aeroporto de União da Vitória (PR). Cerca de um quilômetro depois de ter levantado vôo, caiu no rio Iguaçu. Os bombeiros foram chamados por moradores que residem nos bairros próximos do rio e viram quando o ultraleve perdeu altura e caiu.

O empresário Fernando Moeck foi resgatado minutos depois da queda, tendo sido internado em estado de choque na UTI do Hospital São Brás, em Porto União. Fernando não apresentava sinais de fraturas e não corre risco de vida. O outro empresário que também estava no ultraleve, José Fernando Dissenha, continuava desaparecido até o início da noite de ontem. Equipes de socorristas do Corpo de Bombeiros e pessoas em embarcações particulares trabalharam durante toda a tarde vasculhando o rio na busca do empresário.

Ainda ontem, os bombeiros retiraram o ultraleve do rio Iguaçu com a ajuda de um guincho. Hoje deve ser realizada a perícia do ultraleve pelo Departamento de Aviação Civil (DAC) de Curitiba, para apurar as causas do acidente.


Quatro acidentes no Sul do
Estado deixam três feridos

Tubarão/Criciúma - No feriado de Tiradentes ocorreram quatro acidentes nas rodovias federais e estaduais do sul do Estado, deixando três pessoas com lesões graves. A primeira ocorrência aconteceu às 2 horas da madrugada, no km 315 da BR-101, próximo à ponte de Cabeçudas, em Laguna. Por causa das lombadas colocadas junto à ponte, para reduzir a velocidade, o motorista do caminhão Scania placa LZE-7583, de Joinville, Isabelo Moura de Souza, 34, tombou o veículo.

O outro acidente ocorreu às 12h15, no km 319 da BR-101. A BMW placa CEM-0266, de Tubarão, conduzida por Richard Viana Corrêa, 26, abalroou a moto Suzuki placa MAF-9167, de Laguna, dirigida por José dos Passos Fernandes, 27. A BMW cortou a frente da moto, fazendo com que o motoqueiro caísse sobre a rodovia. Fernandes teve ferimentos leves, mas não quis ir para o hospital.

No km 204 da SC-438, próximo ao posto da Polícia Rodoviária Estadual, em Gravatal, às 9h45, o caminhão Mercedes-Benz placa IEQ-6342, de Cachoeirinha/RS, dirigido por Cleiton Luiz Ramires, 26, saiu da pista. O motorista ficou ferido e foi levado para o Hospital de Tubarão.

Acidente envolvendo três veículos na SC-443, no município de Criciúma, provocou congestionamento de mais de três quilômetros. No acidente, o motorista da F1000 placa AKE-3581, de Blumenau, Vanderlei Albino, 28, foi o único ferido grave, que precisou ser conduzido ao Hospital São José. Ele dirigia a camionete em direção a Criciúma, quando bateu na traseira do caminhão Mercedes-Benz placa MAP-8697, de Morro da Fumaça, conduzido por Jailton Henrique Ribeiro. Na colisão a F1000 se desgovernou e foi atingida pelo ônibus da União Transportes, placa LZY-9967, de Ararangauá, que vinha em sentido contrário. O coletivo era conduzido por João Antônio Marcelino. Os dois motoristas e os passageiros do ônibus nada sofreram.


Motorista bêbado bate em ônibus

Dois acidentes aconteceram no trecho Sul da BR-101 no feriado

Rio Negro/Blumenau - No km 197 da BR-116, próximo à localidade de Roseira, em Rio Negro/PR, uma colisão às 2h30 de ontem deixou um ferido. A Belina placa LZA-0421, de Mafra, conduzida por Adilson Pedro Vaz, 30, colidiu com o ônibus da Empresa Magni-tur, placa ICR-1941, de Caxias do Sul/RS, conduzido por José Luís Casal e com 22 ocupantes. Nenhum passageiro do ônibus ficou ferido.

De acordo com os bombeiros, Adilson cortou a frente do ônibus, fazendo com que este saisse da pista, quase tombando no acostamento. O motorista da Belina fugiu do local e foi localizado alguns metros à frente, alcoolizado e com escoriações pelo corpo.

Cinco pessoas ficaram feridas em três acidentes no perímetro urbano de Blumenau durante o feriado de Tiradentes. No mais grave, o motorista Claudinei Aparecido Fermiano, 30, foi hospitalizado e depois detido por apresentar 13 decigramas de álcool por litro de sangue no teste de bafômetro.

Às 5 horas da manhã de ontem o motorista Claudinei dirigia o Voyage placa MAQ-1527, de Blumenau, no bairro da Velha, perdeu o controle da direção e chocou-se com um poste. Submetido ao teste de bafômetro, foi constatado 13 decigramas de álcool por litro de sangue (o índice aceitável é 6 decigramas).

Em outra ocorrência, às 22h30 de terça-feira, no bairro fortaleza, o condutor do Passat placa LZH-4154, colidiu com a moto Honda 125 placa LYV-3696, de Gaspar, onde estavam os irmãos Adriano Luiz, 21, e Adriana Jung, 17. O motorista abandonou o veículo e evadiu-se do local sem prestar socorro às vítimas. As vítimas sofreram escoriações.

Na madrugada de ontem a Parati placa LWV-7894, dirigida por Manuel Antunes Godói Filho, 44, abalroou a moto Honda CG-125, placa JTR-9727, conduzida por Júlio Miranda Engel, 23. Ambos foram conduzidos ao Hospital Santa Isabel com ferimentos leves.

Manchetes AN

Das últimas edições de Polícia
Preso acusado de jogar bomba contra a ex-mulher
Presos 4 acusados de assaltos
Juiz sofre atentado a bala em Canoinhas
Amor e ódio regado com sangue
Suspeito de crime caçado pela polícia

Notas

Jaraguá do Sul 1

PM prende acusado de
tentativa de latrocínio

José Carlos Clock, 23 anos, acusado de tentativa de latrocínio (matar para roubar) há cerca de três anos, a mando de Stênio Ricardo Schmidt, foi preso em flagrante na madrugada de ontem no Shopping Clube, em Jaraguá do Sul. Ele foi reconhecido pelo sargento Borck, da 3ª Companhia de Polícia Militar de Jaraguá do Sul, que o deteve e o encaminhou à delegacia. No início da tarde de ontem José Carlos foi conduzido ao presídio regional de Jaraguá do Sul.

Jaraguá 2

Idoso agredido pelo
filho sai da UTI

Laudelino Roberto da Silva, 65 anos, que teve traumatismo craniano após ser agredido a pauladas pelo filho, José da Silva, 44, em 6 de abril, saiu da UTI do Hospital São José na manhã de terça-feira e foi transferido para a ala Santo Antônio. Laudelino Roberto permaneceu internado na UTI desde o dia 7, quando foi resgatado por familiares que o encontraram desmaiado e mantido em cárcere privado pelo filho, segundo o delegado Wanderlei José Alves Silva. José da Silva, que supostamente sofre de problemas mentais, teria agredido o pai após discussão sobre emprego. Ele se encontra revcolhido no presídio regional de Jaraguá do Sul.

Joinville

Dois policiais farão
curso da Swat nos EUA

O soldado Cristian Willer Pegonetti e o tenente Izaias Otacílio da Rosa, do 8º Batalhão da Polícia Militar de Joinville, viajaram na tarde de ontem para Los Angeles, nos estados Unidos, onde vão participar de três cursos de especialização. Eles retornam no dia 20 de maio. Um dos cursos será realizado na S.W.A.T e o outro, sobre resgate em deserto, será ministrado pelo exército americano. E o último deles abordará técnica com explosivos e dominação de pessoal.

Blumenau

Secretário presta
homenagem a comissário

O secretário da Segurança Pública e interino da Justiça e Cidadania, Luiz Carlos Schmidt de Carvalho, participou ontem, em Blumenau, do almoço em homenagem ao Dia do Policial Civil, comemorado em 21 de abril.Na confraternização o secretário prestou homenagem ao comissário Nagel Marinho, 53, considerado o policial civil mais antigo ainda em atividade - trabalha na 4ª DP de blumenau. Com 35 anos de atividade policial, Nagel recebeu das mãos do secretário uma placa comemorativa e agradeceu a lembrança.

Copyright © 1998 A Notícia - Todos os direitos reservados - Telefone: 055-47 3431-9000 - Fax: 055-047 431 9100
Rua Caçador, 112 - CEP 89203-610 - Caixa Postal: 2 - 89201-972 - Joinville - Santa Catarina - BRASIL
..
. .