..

P
O
L
Í
C
I
A























Rodovia mata
mais no Carnaval

Patrulheiros contabilizam 20 mortes em cinco dias,
duas vezes e meia mais que mesmo período de 98

Florianópolis/Arvoredo - Até ontem à tarde, durante a operação Carnaval, as polícias rodoviárias estadual e federal contabilizaram 20 mortes em acidentes nas estradas de Santa Catarina (14 nas federais e seis nas estaduais). Este é um número muito superior aos cinco dias da operação de 98, quando morreram oito pessoas nas rodovias. Neste ano ocorreram 223 acidentes, com 418 veículos envolvidos, contra 149 acidentes em 98, com envolvimento de 292 veículos.

Para o inspetor chefe Polícia Rodoviária Federal (PRF), Reck Ziegel, o aumento do número de mortes neste Carnaval em relação ao ano passado se deve, principalmente, à chuva forte que caiu no sábado em quase todo o Estado. "O maior número de vítimas fatais aconteceu no sábado de Carnaval por causa da pressa das pessoas em chegar à festa, aliado ao mau tempo e à imprudência dos usuários. Não tivemos nenhum acidente com falha mecânica", afirma Ziegel.

O acidente mais grave de ontem ocorreu com um caminhão na SC-283, na ponte sobre o rio Irani, na divisa dos municípios de Arvoredo e Chapecó, no Oeste do Estado, matou quatro pessoas no começo da tarde de ontem. O caminhão, dirigido por Gerri Leandro Machado, 24, e com três caraonistas, bateu na cabeceira da ponte e caiu de uma altura de 40 metros. As vítimas foram jogadas para fora do caminhão após a batida. Três morreram na hora e a outra faleceu às 15h30m no Hospital Regional de Chapecó.

A polícia de Arvoredo, que atendeu o acidente, não conseguiu entender como o caminhão bateu com tanta violência na cabeceira da ponte. O trecho anterior à ponte é uma descida, mas não existem marcas no asfalto que o motorista tenha freado o veículo. A hipótese mais provável é que tenha ocorrido uma pane no sistema de freios do caminhão. O que não está explicado é como o caminhão conseguiu passar sem bater pelas curvas em descida anteriores à ponte.

A polícia também procura explicações para a presença de três mulheres na companhia do motorista, natural de Matelândia, no Paraná. Gerri trabalhava para a empresa Frigosul e transportava uma carga de carne resfriada de Cáceres, no Mato Grosso, para um supermercado de Chapecó. O motorista morreu na hora. Seu corpo ficou sobre o asfalto, juntamente com o de Maria Rosa Prestes e o de outra mulher, ainda não identificada. Adriana Raquel Pereira, 38, foi levada com vida para o Hospital Regional de Chapecó, mas faleceu logo em seguida.

Parte da carga ficou às margens do rio e os moradores estavam levando o produto.


Irmãs morrem
em batida de carro

Jaraguá do Sul/Blumenau - Acidente trágico ocorrido na manhã de ontem tirou a vida das irmãs Paloma e Pâmela Pessate Vieira, 5 e 4 anos de idade respectivamente, e causou traumatismo craniano na professora Leotides Pessate, 49, mãe das crianças e motorista do carro. As meninas viajavam no banco traseiro do Gol, placa LZS 4397, e iam visitar a avó, que mora no centro. O acidente aconteceu por volta das 7h50, na esquina da rua Joinville com Max Wilhelm, proximidades do posto Becker.

De acordo com o socorrista do Corpo de Bombeiros Voluntários, Maicon Leandro da Costa, ela vinha em direção ao centro da cidade quando aparentemente perdeu o controle do volante, bateu no muro, rodou na pista e chocou-se violentamente contra uma árvore, chegando a cortá-la ao meio.

Com o impacto, a menina Paloma foi jogada fora do carro a uma distância de 10 metros. "Quando chegamos ela ainda estava viva, mas veio a falecer assim que deu entrada no Pronto Socorro do Hospital e Maternidade São José", informou o socorrista. A menina Pâmela foi transferida para a UTI do Hospital São José, em Joinville, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no início da tarde. A mãe delas, segundo enfermeiros do Hospital São José de Jaraguá do Sul, está fora de perigo, mas ainda não foi informada da morte das filhas. O enterro das garotas foi marcado para às 10 horas de hoje, no cemitério do bairro João Pessoa, perto da residência das vítimas.

Uma colisão frontal entre o Scania placa MAE-0113, de Petrolândia, e o Del Rey LXQ-2022, de Timbó, resultou na morte de Willibert Kreützseld, 25, morador de Indaial. Ele conduzia o Del Rey pela BR-470, quando no quilômetro 66,7 da rodovia, próximo à divisa entre Blumenau e Indaial, bateu de frente com o caminhão, carregado com 27 toneladas de cebola. Willibert teve fraturas múltiplas e morreu no local. O condutor do Scania, José Carlos Machado, 42, de Ituporanga, saiu ileso, apesar do caminhão ter tombado fora da pista.


Quase 4 mil
ocorrências nos festejos

Florianópolis - A Central da Polícia Militar de Santa Catarina (Copom) registrou cerca de 3.466 ocorrências em todo o Estado desde o início da Operação Alegria, na sexta-feira à noite, até ontem. No ano passado, nos cinco dias de folia foram 4.625 ocorrências. A maioria dos casos, neste ano, foram crimes e contravenções, com quase mil ocorrências. O maior número de casos aconteceu na Grande Florianópolis, onde a PM atendeu 856 ocorrências. O relatório final da operação de Carnaval será divulgado hoje pelo Copom.

Na Capital, uma quadrilha de aproximadamente dez assaltantes invadiu na madrugada de ontem o Hipermercado Angeloni, no bairro de Capoeiras, depois de render os seguranças. Até ontem à tarde, a direção do supermercado ainda não havia feito o levantamento do prejuízo. No início da madrugada a polícia foi até o local após receber um telefonema anônimo, mas foi embora depois que um homem vestido de segurança comunicou que estava tudo tranqüilo. A Polícia voltou ao local de manhã e encontrou um maçarico e um carro com placas de São Paulo, abandonado pela quadrilha.

Na cidade vizinha de São José, a menor G.S., 9 anos, foi estuprada na segunda-feira por volta das 18 horas e conduzida à 2ª Delegacia de Polícia do município, onde prestou depoimento. Ela contou que havia saído para brincar nas redondezas quando um homem branco, com cavanhaque, calça azul e camisa branca lhe arrastou para uma pedreira e consumou o crime. Até ontem a Polícia ainda não havia localizado o estuprador. A menor foi conduzida com hemorragia para o Instituto Médico Legal (IML).

Em Laguna, a PM prendeu na madrugada de segunda-feira Marcos Benício Santiago Peres e Murilo Neves Silveira por tráfico de drogas. Eles estavam portando 15 papelotes de cocaína e dois pedaços de maconha na praia do Mar Grosso, local de grande concentração de carnavalescos. Em Tijucas, Assis Brasil foi detido pela Polícia por volta das 10 horas de ontem portando uma pistola com calibre 22. A denúncia foi feita por Antônio Nazário, que estava sendo ameaçado de morte por Assis.


Família do
barulho mata e fere

Pai e dois filhos provocam, atiram e esfaqueiam em bar

Rio do Campo - O agricultor Antônio Kruczkiewicz e seus filhos Moacir e Odair devem apresentar-se hoje à polícia em companhia de seus advogados. Os três são acusados da morte de Nísio Cotelak, 28, e de terem provocados ferimentos em Vilson Bosh Cotelak, 23, Jonas Barabach, 23 e Vanderlei Kaleski, 20. O crime ocorreue domingo por volta das 21 horas, no interior de um bar, na localidade de Rio da Prata, em Rio do Campo, região do Alto Vale do Itajaí. Pai e filhos entraram no estabelecimento e passaram a provocar as vítimas, que jogavam sinuca, dando diversos tiros e facadas, em razão de rixa antiga que tinham.

De acordo com as informações preliminares que o responsável pelo expediente da delegacia, Flávio Gastão da Silveira, levantou no local, cerca de meia hora antes Moacir Kruczkiewicz passou defronte ao bar, em companhia da mulher e dos filhos, num microtrator. Ele parou o equipamento e de posse de um facão passou a provocar as vítimas, que estavam na frente do estabelecimento. Como os quatro rapazes não deram atenção, Moacir foi embora, retornando em seguida em companhia do pai e do irmão. Pai e filhos continuaram provocando as vítimas. Em seguida Antônio sacou o revólver e passou a fazer disparos, enquanto Moacir e Odair armados de faca acertaram diversos golpes.

As vítimas ainda tentaram se defender usando os tacos de sinuca. Nísio não resistiu aos ferimentos e morreu quando era conduzido para o hospital. Jonas e Vanderlei permaneciam internados no hospital e Vilson já recebeu alta.

Tiroteio no bar

  • 20:30 - Moacir Kruczkiewicz passa com a mulher e filhos, no seu microtrator, em frente ao bar de Rio da Prata, e faz provocações aos quatro jovens: Nísio, Vilson, Jonas e Vanderlei.
  • 20:55 - Moacir volta ao bar acompanhado do pai, Antônio, e do irmão Odair, e começam a provocar os quatro que jogavam sinuca.
  • 21 horas - O pai saca o revólver e os filhos armados de faca começam a agredir as vítimas, que tentam se defender com tacos de sinuca. São disparados vários tiros e NEisio morre baleado. Os outros três são hospitalizados.


Juiz decreta

hoje sentença contra motoboy

São Paulo - O juiz-presidente do 1º Tribunal do Júri de São Paulo, José Rui Borges, pronunciará, na tarde de hoje, a primeira sentença a fim de mandar o ex-motoboy Francisco de Assis Pereira, o "Maníaco do Parque", a júri popular. O "Maníaco do Parque" foi denunciado nesse processo pelo promotor Edílson Mougenot Bonfim, por homicídio triplamente qualificado (emprego de meio cruel, recurso que dificultou ou impossibilitou a defesa da vítima, motivação torpe), ocultação e vilipêndio de cadáver, além de atentado violento ao pudor. A pena prevista para esses crimes é entre 20 a 46 anos de prisão.

O processo refere-se à morte de Selma Ferreira Queiroz, estrangulada no Parque do Estado, em julho. O maníaco está envolvido em cinco outros processos envolvendo a morte de mulheres. Outros três inquéritos que apuram homicídios ainda estão em andamento na polícia. O "Maníaco do Parque" responde, ainda, a processo por estelionato, além de ação penal por estupro e atentados violentos ao pudor contra nove vítimas sobreviventes

Manchetes AN

Das últimas edições de Polícia
Acidentes matam mais em rodovias neste Carnaval
Trânsito mata mais no Carnaval
Tino leva polícia até o criminoso
Comerciante é suspeito na assassinato de médico
Policiais pegam 7 anos de prisão

Notas

Mafra

Agricultor preso
por atentado ao pudor

O agricultor Pedro Mildauer, 21, foi preso em flagrante pela Polícia Civil de Rio Negro/PR por atentado violento ao pudor contra o sobrinho E.M.B. de nove anos de idade. Pedro foi denunciado pela irmã, mãe de E., após ela perceber que este caminhava com dificuldade e observou lesões nos órgõs genitais do menino. O fato aconteceu no domingo e Pedro foi preso ontem em Barra Grande, interior de Rio Negro, onde residia e já estava de malas prontas para ir embora. A polícia informou que o ato de estupro não chegou a ser realizado.

Muriaé (MG)

Família morta em
queimade arquivo

A perita da Polícia Civil de Muriaé (MG), Eliete Maria Quintão dos Santos, disse, ontem à tarde, que está descartada a hipótese de latrocínio (assalto seguido de morte) na chacina de quatro pessoas, ocorrida na periferia da cidade. Segundo Eliete, pelo que foi encontrado no local do crime, os assassinos invadiram a casa de Sebastião Ventura, provavelmente no final da noite, antes que ele chegasse. Mataram a facadas e tiros a mulher dele, Angela Maria, e a filha, Daiane, de sete anos. Diego, de quatro anos, escondeu-se debaixo de uma cama, mas foi encontrado pelos criminosos e degolado. A perita contou que após deixarem a casa, os assassinos fizeram uma emboscada para Ventura, que trabalhava como vigia em uma fábrica de concreto vizinha. Quando ele retornava da fábrica, a 100 metros de sua residência, foi dominado e morto com 17 facadas.

Monte Sião

Tempestade mata e
desaloja moradores

Uma tempestade de duas horas, na noite de segunda-feira, provocou a morte de uma pessoa e deixou cerca de 350 desalojados, em Monte Sião, a 536 quilômetros de Belo Horizonte, Sul de Minas Gerais. Os Córregos do Tanque e Monte Sião transboraram e, em alguns locais, a água subiu mais de 2 metros acima do leito normal, deixando praticamente submersas 150 casas. Três pontes foram destruídas e o bairro Magioli ficou isolado do restante do município. Também em Cana Verde, a 229 quilômetros da capital, uma chuva de granizo, na mesma hora, causou o desabamento de um barraco, no qual duas pessoas ficaram feridas. Segundo o cabo da Polícia Militar João Dario da Costa Mendes, sub-comandante do destacamento de Monte Sião, um homem, não- identificado até a tarde de ontem, entrou num imóvel abandonado para se proteger da chuva, no início da noite, e morreu afogado.

Copyright © 1998 A Notícia - Todos os direitos reservados - Telefone: 055-47 3431-9000 - Fax: 055-047 431 9100
Rua Caçador, 112 - CEP 89203-610 - Caixa Postal: 2 - 89201-972 - Joinville - Santa Catarina - BRASIL
..
. .