..
  NOSSOS ANUNCIANTES SŐO A GARANTIA DE CONTEÚDO SEMPRE MELHOR E GRATUITO

P
O
L
Í
C
I
A









Acidentes deixam
onze mortos em SC

Na noite de sexta, seis trabalhadores morreram em colisão na Capital

Joinville - Após o início trágico do final de semana, quando um único acidente matou seis pessoas na Capital, o trânsito registrou duas mortes nas rodovias federais. Somado com acidentes nas estradas e perímetros urbanos, Santa Catarina teve onze mortos entre sexta-feira e domingo. Ademir Correa, 33 anos de idade, casado, residente na rua Alan Kardec, em Araquari, morreu quando pedalava sua bicicleta pela BR-280. Na altura do quilômetro 30, por volta das 20h30min, foi atingido na transversal pelo veículo Gol. O motorista do veículo, Cesar Roberto Recksidler, 45 anos, teve lesões leves.

O outro acidente fatal em rodovias federais foi às 4 horas de ontem, no quilômetro 212 da BR-101, em Palhoça, na Grande Florianópolis. Arlindo Pereira da Silva, 38 anos de idade, residente da rua Joaquim Caetano, em Palhoça, dirigia o Ford Escort placas LXW-4093, quando perdeu o controle do veículo e capotou. Arlindo morreu na mesma hora e foi sepultado ontem no final da tarde.

Em Gravatal, Adão Satil, 35 anos, morreu na manhã de ontem. O Gol conduzido por Satil atravessou a pista e bateu em um caminhão Mercedes-Benz. O acidente ocorreu na SC-438, na localidade de Pouso Alto. Um atropelamento pode ter causado a morte de um homem em Lages no início da noite. O corpo foi encontrado por policiais às margens de uma rodovia, nas proximidades do Motel Scorpius. A vítima ainda não foi identificada e a Polícia não tem pistas do autor do atropelamento.

Um acidente no trevo de Pirabeiraba envolvendo a Scania GKO 7638, de Joinville e o Fiat Uno ABZ 2651, de Curitiba, quase acabou em tragédia na manhã de ontem em Joinville. Cláudio Luiz Pereira, 44 anos, motorista do Fiat, fazia uma ultrapassagem pela direita quando foi atingido pelo caminhão que tentava atravessar a BR-101, no km 27. Cláudio foi conduzido ao Hospital Municipal São José e liberado depois dos exames.

Na noite de sexta-feira, Ricardo Arruda Alves, 26 anos, José de Assis Barbosa, 27, Cristiano de Souza Rodrigues, 26, Rudimar Martins, 25, Aldir Tessari, 26, e Rafael de Souza, 21, morreram em acidente na SC-401, na localidade de Morro das Pedras, em Florianópolis. Os seis trabalhavam na empresa Concreta e ocupavam um Fiat 147. Na manhã de sábado, o estudante universitário Márcio da Silva Dallabona, 21 anos, morreu ao bater seu Corsa em poste em Blumenau.

 

Encontro de líderes ameniza
violência no Rio de Janeiro

Rio de Janeiro - O domingo de sol do carioca ganhou outros ares com o esquema de segurança montado para receber os 48 chefes de governo e Estado que estão no Rio para participar da Cimeira América Latina, Caribe e União Européia. Segundo a Polícia Militar, o domingo foi um dia tranqüilo, sem registro de crimes. Mesmo sem suas habituais áreas de lazer - pistas do Aterro do Flamengo e das avenidas próximas às praias da zona sul -, que ficaram fechadas, os cariocas foram para as ruas.

A cidade, que costuma ter índices de violência altos, se viu, em quatro dias, ocupada por homens das Forças Armadas. Carros de passeio passaram a dividir as faixas do asfalto com jipes do Exército. Navios voltados para a costa protegem a cidade de qualquer interferência por água, enquanto helicópteros acompanham as comitivas dos chefes de Estado.

Para garantir a segurança foram convocados oito mil homens das Forças Armadas, da Polícia Federal (PF), da Polícia Rodoviária Federal (PRF), da Polícia Militar e da Guarda Municipal. Os locais onde ficarão as autoridades foram meticulosamente vasculhados. Hoje 30 peritos em explosivos da Polícia Federal fizeram a varredura nas suítes dos hotéis Rio Othon Palace e Meridien, onde ficarão os presidentes Fidel Castro, de Cuba, e Alberto Fujimori, do Peru. Também foram criteriosamente vistoriados todos os andares do Museu de Arte Moderna (MAM), local de encontro dos chefes de Estado e de governo.

O coordenador de comunicação social do Exército para a Cimeira, coronel Antônio Carlos de Almeida, disse que não há um esquema especial de segurança para o presidente Fujimori. "Montamos o mesmo esquema de segurança para todos os chefes de Estado e de governo", afirmou . Todas as ações e informações do esquema de segurança estão concentradas no Centro de Operações de Segurança Integrada, instalado hoje na sede do Comando Militar do Leste (CML), no centro da cidade. Uma equipe de 20 homens estará se revezando, durante 24 horas, até que seja desmobilizado todo o esquema, na quarta-feira, quando os últimas delegações sairão do País.


Sete caçadores são presos em
operações da Polícia Ambiental

Florianópolis - A Polícia Ambiental prendeu em flagrante ontem à tarde três caçadores - dois empresários e um motorista autônomo - no interior da floresta na região do bairro Pinheiral, no município de Major Gercino. Os policiais receberam a denúncia e entraram no mato de madrugada, aguardando nas proximidades do acampamento. Depois que dois deles saíram eles invadiram o local e renderam o que havia permanecido. Em outra operação, foram presos quatro caçadores em Corupá.

Com o trio preso em Major Gercino, foi encontrado um quilo de carne de tatu, cortada e temperada, pronta para ser colocada no fogo. Os dois que haviam saído retornaram mais tarde com outro tatu, ainda vivo, apanhado em armadilha. Com os caçadores foram encontradas duas espingardas calibre 20, uma de ar-comprimido, quatro armadilhas de fogo chamada "canhãozinho" (calibre 28), 20 cartuchos carregados e 50 deflagrados, além de dois quilos de chumbo e um de pólvora para a confecção de mais munição.

Eles foram encaminhados no final da tarde à Polícia Federal em Florianópolis e enquadrados na lei de crimes ambientais. O sargento João Batista Ranzolin, que comandou a operação, disse que não tinha autorização para fornecer os nomes dos presos. Adiantou apenas que são residentes no município de São José, atuando nos ramos madeireiro e imobiliário.

Em Corupá a Polícia Ambiental prendeu em flagrante, ontem à tarde, quatro caçadores no interior do município. Três pertenciam as mesma família. Os irmãos Olívio e Pascual Galdete, e o filho de Pascual, Irineu Galdete, foram presos juntamente com Sérgio Uller. Além de infringir o Código Ambiental os três também responderão por porte ilegal de arma.

A Polícia Ambiental de Corupá recebeu uma denúncia anônima no sábado e passou a madrugada tentando prender os caçadores em flagrante. A operação também contou com a participação da Polícia Civil. Com os quatro caçadores a polícia encontrou quatro espingardas, munição, apitos para atrair animais, dois coatis e cinco aves silvestres. O flagrante foi realizado, ontem à noite, pelo delegado Milton Bairros da Polícia Federal de Joinville.


Crime passional
condena irmãos em Joaçaba

Joaçaba - Os irmãos José Carlos Coelho da Silva, 30, e João Pedro Palhano, 18, foram condenados pelo Tribunal do Júri da Comarca de Joaçaba, acusados pela morte de Coloril Francisco Ferreira. O principal responsável pelo crime foi José Carlos, que recebeu a pena de 12 anos e três meses de reclusão em regime fechado, enquanto seu irmão terá que cumprir seis anos em regime semi-aberto. O juiz Davidson Jahn Mello também negou o direito deles recorrerem em liberdade.

O assassinato ocorreu em 15 de julho do ano passado em um barracão junto a estação da Rede Ferroviária, em Herval do Oeste. De acordo com o processo, a ação foi premeditada e teve requintes de crueldade. A vítima estava embriagada e foi agredida pelos acusados. José Carlos admitiu ter desferido um golpe de faca no coração de Ferreira. Não satisfeito, com auxílio do irmão, José Carlos utilizou uma camiseta e uma corda provocando o estrangulamento. O último golpe foi uma tijolada na cabeça.

Conforme a denúncia, os autores do homicídio teriam provocado a embriaguês de Ferreira, para que não oferecesse resistência. O motivo confessado pelo réu foi ciúmes. José Carlos teria flagrado a vítima com sua companheira Ana Rosário Vieira do Nascimento. O julgamento terminou por volta de 21 horas de sexta-feira e foi realizado no auditório da Universidade do Oeste de Santa Catarina (Unoesc) devido as obras que estão em andamento no prédio do fórum de Joaçaba.


MORTE - Uma briga entre dois irmãos acabou em morte no sábado, no Parque Maria Domitila, na zona oeste de São Paulo. Nelson da Silva Gonçalves Bezerra, de 41 anos, embrigado, empurrou seu irmão Moacir Gonçalves da Silva Bezerra, de 37 anos, que caiu da laje da casa e teve traumatismo craniano. Nélson foi preso em flagrante.

Manchetes AN

Das últimas edições de Polícia
Trauma marca vida de ex-reféns
Menina denuncia tio por estupro
Falham furtos em caixas de bancos
Corpo de farmacêutico é encontrado degolado
Empresário some e seu carro aparece queimado

Notas
  • DENÚNCIA

Anistia Internacional quer intervenção federal no Piauí

Teresina - A representante da Anistia Internacional, Júlia Rochest, vai pedir ao presidente Fernando Henrique Cardoso a decretação de intervenção federal no Piauí por conta do alto índice de criminalidade, torturas contra presidiários e violência praticada pela polícia. Ela declarou que descreverá ao governo federal a situação da insegurança no Piauí, destacando a preocupação da Anistia Internacional com a violência e o desrespeito aos direitos humanos. Irritado com as declarações da representante da Anistia, o governador "Mão Santa" (PMDB), disse que ela é uma "idiota".

  • SÃO PAULO

Noivo é preso durante o casamento no cartório

São José do Rio Preto ­ O mecânico Marcelo Marques Máximo, de 24 anos, foi preso na tarde de sábado durante seu casamento no primeiro cartório de Registro Civil, no bairro Redentora. Em março ele havia sido condenado a seis anos e dois meses de prisão por assaltos em 1996 e era procurado pela polícia. Máximo não chegou a se casar com K.F.L., de 17 anos. A cerimônia religiosa estava marcada para as 21 horas. Depois haveria uma recepção para 250 pessoas. O casal já havia alugado uma casa para morar. A noiva afirmou que vai conversar com um advogado e esperar a saída do mecânico da prisão.

  • ASSALTO

Três caminhões carregados de tecidos são roubados

Guarulhos (SP) - Uma quadrilha roubou no início da manhã de ontem três caminhões carregados com tecidos da Tinturaria Industrial Cave Limitada, no quilômetro 210 da Rodovia Presidente Dutra, no bairro de Bonsucesso, em Guarulhos, na Grande São Paulo. Por volta das 5h30 dois homens dominaram o vigia da empresa Cláudio Mendes dos Santos, de 29 anos, que ia para o trabalho. Eles entraram na empresa com o vigia e dominaram outros seis funcionários. Pelo telefone celular chamaram mais sete homens. Os criminosos fugiram nos três caminhões e num fusca cor-de-vinho.

  • TRAGÉDIA

Ambulância bate e dois ocupantes morrem

Rio de Janeiro - Duas pessoas morreram e quatro ficaram feridas hoje pela manhã em um acidente com uma ambulância e um táxi, na Tijuca, zona norte do Rio. Morreram o paciente Gildarte Marques de Souza, de 57 anos, e sua mulher Terezinha Marques de Souza. O aposentado havia passado mal em casa e seguia para o hospital. Foram feridos os motoristas dos dois automóveis, um enfermeiro e um médico. De acordo com testemunhas, a ambulância da Unimed trafegava em alta velocidade com a sirene desligada. Por volta das 9h, teria avançado o sinal na esquina das ruas Haddock Lobo e do Matoso, quando bateu no táxi e capotou. O aposentado e sua mulher morreram no local.

Copyright © 1998 A Notícia - Todos os direitos reservados - Telefone: 055-47 3431-9000 - Fax: 055-047 431 9100
Rua Caçador, 112 - CEP 89203-610 - Caixa Postal: 2 - 89201-972 - Joinville - Santa Catarina - BRASIL
..
. .