Joinville         -          Sábado, 7 de Abril de 2001         -          Santa Catarina - Brasil
 
 

ANotícia  

P  
O  
L  
Í  
C  
I  
A  






Briga de casal
acaba em morte

Comerciante dá três tiros na companheira e se suicida

Betina Pinto
Especial para A Notícia

Comerciante mata a mulher com três tiros, em uma farmácia de Lages, em seguida vai para casa e se suicida com um tiro no ouvido. O crime aconteceu na manhã de ontem, no bairro Santa Helena. Segundo o major Álvaro Luís Alves, da Polícia Militar, "o crime aconteceu em função das brigas do casal por dinheiro e ciúmes".
Nelson Ramos de Moraes, 48, disparou três tiros contra Maria Bernardina Lemos, dentro da farmácia Santa Helena, de propriedade da vítima. Um tiro atingiu a cabeça,
outro o ombro esquerdo e o último projétil acertou o peito da mulher. Maria morreu a caminho do hospital. Depois do crime Nelson voltou pra casa e acabou disparando um tiro
contra o próprio ouvido esquerdo e morreu na hora. A polícia encontrou a arma em cima da cama do casal, próxima ao corpo.
O casal morava junto há mais de oito meses, segundo Rosemere Aparecida de Sousa, amiga e vizinha de Maria. "Eles se conheceram na Festa do Pinhão do ano
passado e depois de alguns meses namorando resolveram morar na mesma casa". Os vizinhos nunca presenciaram uma briga do casal e o fato causou espanto em todo o bairro. As discussões começaram quando Nelson resolveu
abrir uma pizzaria ao lado da farmácia da mulher.
Para o major PM Álvaro, "a questão financeira e a rejeição de Maria, que estava tentando se separar de Nelson, acabaram desencadeando esse crime". O filho de Maria e os funcionários que presenciaram a briga e os disparos não entenderam o motivo que levou Nelson a praticar o assassinato. No entanto, eles revelaram que o casal, mesmo separado, discutiu muito nos últimos três dias.


Preso agressor de mulher

Florianópolis - Policiais da 6ª DP da Capital (Delegacia de Proteção à Mulher, à Infância e à Adolescência) prenderam ontem, no final da tarde, o garçom Alziro Ribeiro de Melo, 34, que estava com prisão preventiva decretada depois de, na quarta-feira, tentar matar sua ex-mulher S.M.C., 24, com um tiro no queixo. Alziro estava escondido no porão da casa de parentes, no bairro Córrego Grande, e não ofereceu resistência. Depois da prisão, os policiais levaram-no à Vargem Grande, no Norte da Ilha, para localizar a arma do crime.
Além da prisão preventiva, o garçom teve decretada a suspensão de sua liberdade condicional: ele estava condenado a cinco anos e quatro meses de prisão, em sentença exarada pela 2ª Vara Criminal de São Leopoldo/RS, por roubo; com a suspensão da condicional, ele deve cumprir mais três anos, cinco meses e um dia da pena, além de uma provável condenação por tentativa de homicídio contra a ex-mulher.
Alziro e S.M.C. viveram juntos durante dois anos e meio e têm um filho com um ano e sete meses. Estão separados desde julho do ano passado porque a moça alegou não suportar mais o comportamento agressivo e ciumento do companheiro. Em dezembro, porém, cinco meses após a separação, S.M.C. prestava queixa de agressão na 6ª DP contra o garçom. Ele foi chamado à delegacia e concordou em retirar o que ainda tinha na casa da ex-mulher e afastar-se dela. Não cumpriu o acordo, porém. S.M.C. voltou à 6ª DP mais três vezes por causa das ameaças e agressões de Alziro. (Marco Antonio Zanfra)


Laudo médico permite que
traficante tenha regalia

Joinville - Quatro dias depois de ser preso pela Polícia Federal fabricando um quilo e meio de crack (droga derivada da cocaína com alto poder de dependência e destruição física), Hercílio Natalício Borges, 42, o "Cachimbo", está na regalia do presídio de Joinville. PMs defendem que, pelas condenações que possui por envolvimento em tráfico de drogas e por ter sido detido com pistola PT calibre 380 numeração raspada, farta munição, bicarbonato de sódio para fazer o crack, e R$ 47.553,00 em reais, dólares e cheques, deveria estar atrás das grades.
A informação do presídio é que o defensor de "Cachimbo", advogado Alexandre Ferreira, teria apresentado um laudo, assinado por três médicos, onde consta que o preso sofre de taquicardia e por este motivo deve receber um tratamento diferenciado. Policiais que atuam na segurança externa do complexo de segurança estão indignados porque, segundo denunciam, "Cachimbo" costuma ironizá-los.
A sugestão dos PMs é que o poder judiciário solicite e encaminhe o acusado para um exame apurado por uma junta médica do Estado. De acordo com os policiais, "Cachimbo" costuma ingerir medicamentos que provocam fortes palpitações antes de ser submetido a avaliação médica. "Ou seja, ele força uma situação para que apresente o resultado que deseja", observam os policiais que pedem para não terem seus nomes revelados. A Notícia tentou junto à 1ª Vara Criminal informações mais detalhadas sobre o laudo e quem o assinou, mas o processo tramita em segredo de Justiça por envolver tráfico de drogas.
A Polícia Federal apurou que "Cachimbo" já tinha sido preso outras três vezes pelo mesmo crime: tráfico de drogas. No entanto, graças a outros laudos acabou sendo beneficiado com prisão albergue domiciliar. Ao ser surpreendido fabricando crack teria caracterizado que ele retornou à vida do tráfico.


Menina ferida por bala perdida

Chapecó - Uma bala perdida atingiu na noite de quinta-feira, no bairro Universitário, em Chapecó, a menor N.A P, 8 anos. Ela estava dentro de casa, com o restante da sua família, quando gangues rivais trocaram tiros pelas ruas do bairro. O projétil ricocheteou em pedras e paredes e acabou alojado no maxilar da menina, que foi levada ao Hospital Regional do Oeste, passou por cirurgia e permanece internada em recuperação. A polícia já tem os nomes dos responsáveis pelos disparos e promete ir a fundo nas investigações.
O tiroteio pode ter ligação com uma apreensão de armas feita pelo Pelotão de Operações Especiais (POE), no final da tarde de quinta-feira. Uma gangue estaria acusando integrantes da outra de serem responsáveis pelo repasse das informações que levaram os policiais até o esconderijo, onde também estavam guardados eletroeletrônicos e ferramentas para a realização dos roubos.
Segundo a Polícia Militar, a ação de busca às armas começou com a prisão do menor L.S, 17, apontado como o autor de uma série de furtos e roubos. Ele foi levado até o bairro Seminário, onde mostrou o local onde estavam escondidos os objetos. Foram encontradas no esconderijo três espingardas calibre 12, uma espingarda calibre 36 , seis cartuchos intactos para calibre 12, dois facões, um aparelho de som marca Sony com duas caixas acústicas, dois óculos protetores para tiro, quatro capas para cano de arma, um par de luvas de couro e uma camiseta preta. Todas as armas foram roubadas de um clube de tiro da cidade.


Acidente 1
Um garçom morreu atropelado em acidente ocorrido ontem, por volta das 2h30, na SC-401, rodovia que leva às praias do Norte da Ilha. Carlos Eduardo Vecchietti Cardoso, 48, foi atropelado pela moto Honda IGF-4151 (Novo Hamburgo/RS), conduzida por Jair Duarte Greller. Cardoso foi levado ao Hospital Celso Ramos, mas morreu em seguida. Greller teve lesões leves.

Acidente 2
O outro atropelamento ocorreu às 10 horas de ontem, na rua Leoberto Leal, em Barreiros, São José, na Grande Florianópolis. O funcionário público Sandro Gonçalves da Rosa, 20, bateu com sua moto Sahara LZS-8404 (Santo Amaro da Imperatriz), na traseira de um veículo e caiu, sendo atropelado pelo caminhão basculante MAU-1887 (São José). Ele morreu no local.

Manchetes AN
Das últimas edições de Polícia
06/04 - Presos PMs envolvidos em assalto ao Besc
05/04 - Detento em liberdade tenta matar mulher
04/04 - Marido não aceita separação e mata a mulher a facadas
03/04 - Ladrões levam R$ 21 mil do Besc
02/04 - Trânsito mata 9 pessoas durante final de semana
01/04 - Policiais querem força aerotática
31/03 - Taxista reage e mata assaltante com tiro

Leia também

Dupla seqüestra após assalto

Ladrões renderam técnico no centro de Rio do Sul

Rio do Sul/São Miguel do Oeste/Videira - O técnico em informática José Diomar Carvalho, 26, foi roubado por duas pessoas, na quinta-feira, por volta das 23 horas, na praça Ermemberto Pellizzetti, em pleno centro de Rio do Sul. Os assaltantes levaram a vítima até a localidade de Serra Taboão, distante cerca de 25 quilômetros, onde o retiraram do carro e depois o amarraram, fugindo com o Voyage MDO-6570 (Curitibanos). Até o final da tarde de ontem a polícia ainda não havia localizado o veículo. Além do carro, os assaltantes roubaram um talão de cheques com o respectivo cartão magnético em nome de Carvalho e mais R$ 85,00 em dinheiro.
De acordo com o delegado Aldo Pinheiro D'Ávila, a vítima havia deixado o carro estacionado nas imediações da praça, onde foi comer um cachorro-quente. Ao retornar, foi abordado por um desconhecido que lhe pediu cigarro. Quando Carvalho fez menção que ia pegar o isqueiro, o bandido sacou o revólver e anunciou o assalto. Em seguida chegou o seu parceiro. Os dois entraram no carro e mandaram que a vítima arrancasse e se dirigiram para a localidade de Serra Taboão, na zona rural de Rio do Sul.
Naquela localidade os assaltantes mandaram Carvalho descer do Voyage e em seguida o amarraram. Antes de ser amordaçado, o técnico foi obrigado a revelar a senha do cartão magnético para que a dupla pudesse fazer saque. Em seguida foi deixado no meio do mato, mas conseguiu soltar-se. Procurou três casas próximas, até que em uma delas encontrou telefone e conseguiu acionar a Polícia Militar, comunicando o assalto.
Em São Miguel do Oeste, o operário José da Silva, 61, foi assaltado e espancado na noite de quinta-feira, na rua Santos Dumont, no centro de São Miguel do Oeste, quando voltava do trabalho para casa. Um desconhecido o abordou e passou a lhe espancar, dizendo se tratar de um assalto. Apesar de estar desarmado, o assaltante conseguiu dominar facilmente a vítima. O agressor roubou do operário R$ 151,00, o salário que havia recebido no final do expediente. A Polícia Militar efetuou rondas na cidade, mas não encontrou o suspeito.

Receptador

Em Videira, no Meio-oeste do Estado, na tarde de ontem, foi preso por receptação de produto furtado o comerciante Vanderlei Gonçalves da Silva, 26, no momento em que comprava uma centrífuga de roupas dos menores A.S., e A.C., ambos de 17 anos. A máquina havia sido furtada da casa de Dejanira da Silva, 55, na mesma madrugada. Além disso, Vanderlei foi identificado por testemunhas como a pessoa que estava passando cheques furtados em bares e danceterias da cidade há cerca de 15 dias. Ele foi reconhecido através de acareações por parte de comerciantes que foram lesados e a placa de seu veículo, um Del Rey, também conferia com a anotação das testemunhas.
Somente nesta semana Vanderlei foi acusado de passar cheques furtados em três casas noturnas da cidade. Numa delas gastou R$ 43,00 e fez o pagamento com um cheque já preenchido no valor de R$ 100,00, recebendo R$ 57,00 de troco. Num posto de abastecimento da cidade também fez compras, mas o valor do cheque não foi divulgado.
A polícia acredita que hajam outros cheques em estabelecimentos comerciais de Videira que ainda não foram descontados.


Ladrões roubam
três empresas comerciais

Itajaí/Camboriú/Balneário Camboriú - Três assaltos a estabelecimentos comerciais, aconteceram ontem, na região de Itajaí. Por volta das 9h30, uma dupla assaltou a distribuidora de revistas Revimar, na rodovia Osvaldo Reis, em Itajaí. Segundo os funcionários, dois homens armados de revólveres calibre 38 entraram na empresa e anunciaram o assalto. Os seis funcionários que estavam trabalhando naquele momento foram trancados na cozinha. Os ladrões levaram R$ 25 mil (R$ 20 mil em dinheiro e R$ 5 mil em cheques), além de um aparelho celular. Eles fugiram em direção ignorada. Às 14h55, foi a vez da empresa Coneville, que faz o serviço de coleta de lixo de Balneário Camboriú. Um Fiat Uno, placa de Curitiba, estacionou em frente à empresa, localizada na avenida Marginal Oeste, em Balneário Camboriú. O caroneiro desceu do veículo entrou no estabelecimento e anunciou o assalto. A empresa não soube precisar o valor roubado. O carro foi encontrado pela Polícia Militar a menos de um quilômetro da empresa, na rodovia BR-101, entrada da estrada do Barranco, que dá acesso à cidade de Camboriú.
Por volta das 17hs30, outra dupla tentou roubar uma olaria em Camboriú. O proprietário Hélio Bastos, percebeu a ação dos ladrões e entrou em luta corporal com um deles. Na briga, Alexandre da Silva, 18, foi ferido no abdômen. Ele e um outro rapaz que fugiu estavam armados com uma espingarda cano duplo serrado. Silva foi encaminhado ao Hospital Santa Inês, em Balneário Camboriú, foi operado e seu estado é estável.

 
Copyright © 2000 A Notícia - Fone: 055-0xx47 431 9000 - Fax: 055-0xx47 431 9100 - Rua Caçador, 112 - CEP 89203-610 - C. Postal: 2 - 89201-972 - Joinville - SC - BRASIL - EXPEDIENTE
 
Por: Torque Comunicação e Internet