Joinville         -          Segunda-feira, 4 de Novembro de 2001         -          Santa Catarina - Brasil
 
 

ANotícia  

P  
O  
L  
Í  
C  
I  
A  






Fuga e seqüestro
acabam em morte

Foragidos fazem reféns em festa e batem carro em um caminhão

Marco Antonio Zanfra

Uma fuga de presos em Imbituba, seguida de tomada de reféns, perseguição pela BR-101 e um acidente envolvendo 12 veículos terminou em São José, na Grande Florianópolis, com a morte de um dos foragidos e a prisão de outro, que segundo a PM havia sido baleado no início da fuga. O fugitivo Ilário Dias dos Santos, 38, morreu em conseqüência do choque do Uno em que viajava com a traseira de uma carreta Scania. Boletim emitido pelo Centro de Operações da PM (Copom) informa que foi feita a prisão dos fugitivos, "sendo que um destes veio a falecer no Distrito Policial, em decorrência dos ferimentos do acidente" - ou seja, o ferido não teria sido levado a um hospital.
Vinte e uma viaturas da Polícia Militar, mais quatro do Corpo de Bombeiros e três motocicletas estiveram envolvidas na perseguição, além dos veículos da Polícia Rodoviária Federal (PRF). Além dos presos, três policiais militares, todos do Serviço Reservado da PM (P-2), sofreram ferimentos. Os dois reféns - M.A.S., 42, e sua vizinha, E.O., 13 - não ficaram feridos. No Uno foi encontrado um revólver calibre 38.
Tudo começou pouco depois das 19 horas de sábado, quando os presos Ilário, Leonir Vila Nova, 23, e Renê Augusto Rocha, 32, foram flagrados em fuga por uma viatura da PM que chegava à delegacia de Imbituba levando um preso. Houve tiroteio, Leonir foi recapturado e Renê - que estaria envolvido na morte de um PM - teria sido baleado. Depois da troca de tiros, Ilário e Renê fugiram a pé, em direção ao bairro Vila Nova (Divinéia) e invadiram uma festa, onde fizeram os reféns.
Eles exigiram que M.A.S. os conduzisse em seu carro, o Fiat Uno LXJ-5348 (Itajaí); para garantir-se, levaram também a adolescente e prometeram matá-la caso o motorista do Uno tentasse alguma coisa. Quando eles saíram de Imbituba, já havia quatro viaturas da PM atrás deles. Depois de contato com o Copom e com a PRF, o comboio foi sendo engrossado. Uma primeira tentativa de parar os fugitivos foi feita junto à área onde funciona a barreira fiscal da Secretaria da Fazenda, em Palhoça, mas, obrigado pelos fugitivos, o motorista do Uno furou o bloqueio.
A perseguição terminou, segundo o Copom, mais graças a uma obra do acaso do que a uma barreira policial: o motorista da carreta Scania IDG-1743 (Chuí/RS) parou na pista, provavelmente assustado com o estardalhaço da perseguição, e o Uno bateu atrás. Outros dez veículos participaram do engavetamento: o Tempra da PRF LYS-4073, o Ipanema da PM MAY-8363 (viatura 333), o Uno LXH-4382, o Palio da PM MAP-1125 (viatura 1787), a caminhonete D-20 AIA-3096, o Fiesta MBH-7255, o Gol MBB-0574, o Uno MAS-7178, o Corsa MAF-9537 e uma outra viatura da PM.


Acidentes provocam quatro
mortes em Santa Catarina

Florianópolis/Itajaí/Blumenau - Um atropelamento às 4h30 de ontem, no km 132 da BR-101, em Balneário Camboriú, foi o responsável pela primeira morte registrada pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) durante a Operação Finados. Renato Rafael Fernandes, 24, morreu ao ser colhido pelo Omega KFJ-8052 (Blumenau), dirigido por Wesley Karkuszewski, 21, quando atravessava a rodovia. O motorista do automóvel sofreu ferimentos leves.
Num outro acidente, no centro de Balneário Camboriú, Bianca Bobato, 21, caiu com o seu veículo do terceiro andar de um edifício, na rua 1501 esquina com Atlântica. Segundo informações do Corpo de Bombeiros, ela perdeu o controle do carro, quando manobrava na garagem do edifício e acabou caindo. Ela e os caronas Janaína Rainake, 19, e Vinícius Waltrick de Souza, 17, foram socorridos e encaminhados ao Hospital Santa Inês e sofreram apenas escoriações.
Em Blumenau, a colisão da moto Honda MCB-8648 (Blumenau) contra um muro provocou a morte instantânea do seu condutor, Adão Adilson Cunha, 25. O acidente ocorreu por volta das 13h45 de ontem, na rua Progresso.
Às 15h45, no km 254,1 da BR-116, em Lages, uma colisão frontal envolvendo o Monza LZP-6444 (Lages) e o Versailles LZS-6781 (Campo Belo do Sul), deixou dois mortos e oito feridos. Morreram Acy Aviano Varella Xavier, 76, que dirigia o Monza, e Eulina Webber Xavier, 76.
Segundo dados da Polícia Rodoviária Federal (PRF) indicam que, desde o início da operação, foram computados 45 acidentes nas estradas federais, 20 deles com vítimas. Estiveram envolvidos nesses acidentes 95 veículos, sendo 68 automóveis. Até a zero hora de ontem, 32 pessoas tinham-se ferido nos acidentes. A única morte havia acontecido depois de ter sido encerrado esse último boletim.
A Polícia Rodoviária Estadual continuava até o final da tarde de ontem a não registrar acidentes fatais. Desde o começo da operação e até a zero hora de ontem foram anotados 27 acidentes (dez com vítimas), com 49 veículos envolvidos e 13 feridos (três gravemente).


Afogamento
em Pouso Redondo

Pouso Redondo - O agricultor Dirceu Camargo, 18 anos, morreu afogado ontem, às 17h20, no rio das Pombas, localidade de Saltinho, em Pouso Redondo, no Alto Vale do Itajaí. Os mergulhadores do Corpo de Bombeiros de Rio do Sul ainda não localizaram o corpo, devendo retomar as buscas hoje pela manhã. De acordo com o relato do irmão M.C.,17, que estava junto banhando-se no rio, Dirceu entrou na água caminhando normalmente e em dado momento começou a debater-se e desapareceu. Inicialmente o adolescente pensou que era brincadeira do irmão.


Ladrões furtam
duas lojas em shopping

Joinville - Duas lojas do Shopping Center Americanas, na avenida Getúlio Vargas, no centro de Joinville, foram furtadas na madrugada de domingo. Os ladrões entraram pelo teto sem chamar a atenção dos vigias e levaram 10 pares de sapatos da Winner Tênis e aproximadamente R$ 6 mil da Confeitaria Saint Claire. Os vigilantes do Shopping só perceberam a ação dos infratores por volta das 3 horas. A polícia foi acionada mas não conseguiu localizar os responsáveis pelo furto.
Os ladrões deixaram quatro buracos no teto da loja Winner Tênis. "Eles nem chegaram a invadir o estabelecimento. Com as mãos, puxaram os produtos deixando apenas as caixas vazias", conta o proprietário da loja de calçados, Sílvio Mandula Rosa Lopes. O comerciante afirma que o Shopping foi invadido três vezes nos últimos 30 dias. "Não foi por falta de aviso que isso aconteceu", reclama.
Na confeitaria, os ladrões entraram por duas aberturas que fizeram no teto. Eles conseguiram arrancar as grades do sistema ventilação. Uma delas se localizava no escritório de onde os arrombadores levaram os R$ 6 mil. "O dinheiro roubado seria usado para o pagamento dos funcionários", conta Sílvio.
O dono da loja de calçados acredita que os ladrões conheciam bem o local. "Os buracos foram feitos exatamente onde estavam as mercadorias e o escritório", lembra. O shopping possui sistema de segurança em vídeo, mas nada alertou os guardas que tomavam conta do local no momento do furto.

Manchetes AN
Das últimas edições de Polícia
04/11 - Estelionatários se aperfeiçoam
03/11 - Colisão de ônibus com carreta mata três
02/11 - Aluno da Univali tenta matar duas pessoas
01/11 - Polícia investiga denúncia de tráfico em presídio
31/10 - Deficiente físico morto a marteladas dentro de casa
30/10 - Envolvido em latrocínio vai a júri
29/10 - Dupla seqüestra homem para ter acesso a conta

Leia também

Trio seqüestra
família de PM para roubar

Içara - Três homens armados com pistolas semi-automáticas assaltaram e mantiveram como reféns, por mais de uma hora e meia, na noite de sábado, a família do cabo PM Adelício Carvalho, que estava em sua casa de veraneio no Balneário Rincão, no Sul do Estado. O trio roubou a caminhonete S-10 cabine dupla do policial, mais documentos pessoais e do veículo - que até ontem não havia sido localizado - e um telefone celular. A polícia da região foi acionada mas os assaltantes não foram identificados ou presos.
Conforme o filho mais velho do policial militar, F.C., 17 anos, a porta da casa de praia da família, na zona Sul do Balneário Rincão, estava aberta e os três desconhecidos invadiram a residência de armas em punho. "Não ficaram mais de dois minutos dentro de casa. Nos fizeram entrar na caminhonete e disseram que queriam ir em direção à estrada que dá acesso às lagoas", relata F. Nas proximidades da lagoa dos Esteves os assaltantes tomaram direção de uma estrada secundária, que acabava em um matagal, onde foram deixados os reféns, em companhia de um deles.
"Eles tinham sotaque do pessoal de Porto Alegre, usavam capuzes, mas às vezes tiravam e demonstravam estar nervosos", conta F. No matagal, onde permaneceram por cerca de uma hora e meia, os familiares do cabo Adelício Carvalho ficaram sob a escolta de um dos desconhecidos. Outro saiu com a caminhonete preta CSW-9688 (Criciúma).
"Meu irmão menor, de dois anos, perdeu a chupeta e começamos a procurar e aos poucos fomos nos afastando. Ele também demonstrava medo da gente e ficava a uma distância de uns dez metros. Nos aproveitamos que minha mãe e meu irmão menor haviam se afastado para um lado e minha irmã, de 12 anos, havia ido para outro lado e fugimos", relata o adolescente, contando que o plano foi traçado pelo pai.
O filho mais velho do PM foi o primeiro a encontrar uma residência com telefone e pediu ajuda à Polícia Militar. Em poucos minutos várias viaturas estavam na região, realizando ronda, mas sem sucesso. Os assaltantes, todos brancos e com idades entre 25 e 30 anos, não foram localizados. "Eles não pediram dinheiro ou jóias. Queriam o carro para algum objetivo, pelo jeito para transportar alguma coisa", deduz F.


Dupla usa arma de
brinquedo em assalto

Joinville - Com uma arma de brinquedo, duas pessoas assaltaram uma loja de materiais de construção na estrada Timbé, bairro Jardim Paraíso, em Joinville. Por volta das 10 horas de sábado, Fernando Tronoline Soares, 18 anos, e o menor A.G.S., 16, invadiram o estabelecimento e roubaram R$ 46,00 em dinheiro e R$ 1.800,00 em folhas de cheques. A Polícia Militar foi acionada e conseguiu prender dupla em uma rua próxima ao local do crime. Fernando e o adolescente estavam com todo o dinheiro do roubo e uma pistola de plástico. A dupla foi entregue na 5ª Delegacia de Polícia.
Na rua Max Colin, região central da cidade, às 20 horas de sábado, um homem armado invadiu uma panificadora. Após render os funcionários usando um revólver calibre 38, roubou R$ 200,00 do caixa e fugiu. A polícia foi acionada mas não encontrou o assaltante.

 
Copyright © 2000 A Notícia - Fone: 055-0xx47 431 9000 - Fax: 055-0xx47 431 9100 - Rua Caçador, 112 - CEP 89203-610 - C. Postal: 2 - 89201-972 - Joinville - SC - BRASIL - EXPEDIENTE
 
Por: Torque Comunicação e Internet