Joinville         -          Segunda-feira, 18 de Março de 2002         -          Santa Catarina - Brasil
 
 

ANotícia  

P  
O  
L  
Í  
C  
I  
A  










Acidentes com
motos matam 4 em
Joinville

Em um dos casos, na Vila Nova, colisão foi entre primos e os dois condutores morreram

Dois acidentes envolvendo motocicletas, praticamente no mesmo horário, por volta das 20 horas de sábado, causaram a morte de quatro pessoas, entre elas a do motorista do Corpo de Bombeiros Voluntários de Joinville, Honório Benevenutti Neto, 36 anos, que naquele momento não estava de serviço. Segundo a central dos bombeiros, ele colidiu contra a motocicleta pilotada pelo primo, Amauri Poffo, 31 anos, que também teve morte instantânea. Antes do acidente, Honório ainda resgatou das águas do rio Piraí, Adelir Farias, 17 anos, que morreu afogado enquanto se banhava.
O acidente em que vitimou o motorista dos bombeiros e seu primo aconteceu por volta das 20 horas de sábado, na Estrada do Sul, bairro Vila Nova. Honório Benevenutti Neto trafegava com a moto Honda Titan MAG-8055, Joinville, quando colidiu frontalmente contra a moto da mesma marca, MAB-2892, Joinville, dirigida pelo primo, Amauri Poffo, 31 anos.
Com o forte impacto, Honório teve semi-amputação da perna esquerda, fratura no braço esquerdo, afundamento craniano e facial, traumatismo craniano e escoriações generalizadas pelo corpo. O primo também sofreu diversas fraturas. O motorista dos bombeiros era casado e deixou nove filhos, entre eles três menores. Honório e Poffo foram sepultados no cemitério Cristo Rei, na Estrada do Sul, às 16 horas de ontem.
Outro violento acidente, envolvendo motocicleta e carro, aconteceu na BR-101, na divisa de São do Itaperiu com Barra Velha, na SC-474, às 19h33 de sábado. A Fiorino MAD-4502, Ilhota (o nome do condutor não foi divulgado) colidiu contra a moto Honda XL-200 MDB-0402, Massaranduba, dirigida por Charles Stévia, 24 anos. Conforme os bombeiros, ele morreu na hora. A passageira, Sônia Maria Gonçalves Pinto, 19 anos, de Navegantes, também não resistiu aos ferimentos e morreu no pronto-socorro do Hospital São José. Os acidentes foram atendidos por socorristas do Corpo de Bombeiros Voluntários.
Na madrugada da sábado, Marli da Cunha, 31, morreu atropelada na rua Florianópolis, zona Sul de Joinville.


Duas vítimas na
Expressa

Florianópolis - Um acidente matou duas pessoas ontem, por volta das 18h30, na rodovia BR-282 - Via Expressa - que liga a BR-101 a Florianópolis e deixou outras três gravemente feridas. O motorista do Volkswagen Santana perdeu o controle do carro, saiu da Via Expressa, capotou e caiu de uma altura de aproximadamente sete metros. Até o fechamento desta edição, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) ainda não tinha identificado os ocupantes do Santana, de placa LWW-6288, de Florianópolis. Nenhum deles portava identidade.
O ciclista Gilberto Pedroso, de 24 anos, não resistiu aos ferimentos causados pelo choque de um carro a traseira de sua bicicleta, na madrugada de domingo, no quilômetro 26, da SC 401, localidade de Vargem Pequena, em Florianópolis. Ele pedalava pela rodovia quando foi atingido por um carro. O motorista fugiu sem prestar socorro e Gilberto morreu no local.
Na tarde de sábado, um choque entre três veículos no quilômetro 10 da rodovia SC 486, em Itajaí, matou Manoel dos Passos Torquato Siqueira, 34 anos, motorista da perua Fiat Palio Weekend, placa LZV-5361, de Balneário Camboriú.
Estes casos somados a mais cinco mortes no trânsito de Joinville (texto ao lado) e ainda a morte do motociclista Rodrigo Calloy, de 23 anos, na BR-101 (trecho do Sul do Estado), no sábado, mostram um final de semana sangrento no trânsito catarinense, com 10 óbitos.


Menor morre afogado ao
nadar em rio

Joinville - O que era para ser apenas uma pescaria de final de semana acabou em tragédia. O estudante e servente de pedreiro Adelir Farias, 17 anos, que residia na rua dos Astronautas, 282, bairro Itaum, estava pescando com dois colegas no rio Piraí, na Estrada do Sul, bairro Vila Nova, na tarde de sábado, quando veio a se afogar.
Conforme informações da mãe do menino, Inês Farias, 36, seu filho saiu de casa para pescar acompanhado de um outro adolescente e do pai deste, às 6h30 de sábado. "Pelo o que me contaram, ele tinha acabado de almoçar quando resolveu tomar um banho para se refrescar. Em questão de segundos se afogou. Eu não entendo como isto aconteceu, pois o local não era profundo e não tinha correnteza", conta a mãe.
De acordo com ela, foi a primeira vez que seu filho se deslocou a um rio. "Ele sempre pedia e eu nunca deixava. Sábado, como ele pediu de uma forma tão carinhosa, resolvi deixar, desabafou a mãe, ontem.


Homem é assassinado a
enxadadas

Araquari - Ciúmes foi a causa do crime ocorrido na noite de sábado, na rua São Miguel, Loteamento São José, no bairro Itinga, em Araquari, que resultou na morte de Gilmar Boletim, 32 anos. Ele foi morto com duas enxadadas na cabeça. O rival da vítima, Alocir dos Santos, 35, confessou o assassinato à Polícia Militar, alegando legítima defesa.
De acordo com ele, encontrava-se em casa quando Gilmar, armado com um facão, invadiu o pátio da residência. Antes de chegar ele, já havia telefonado fazendo a ameaça. "Então, quando ele investiu, peguei a enxada e dei dois golpes na cabeça dele", contou Alocir à polícia. Além das enxadadas, ele tomou o facão de Gilmar e o feriu no pulso.
O motivo da rivalidade entre os dois, segundo apurou a polícia, é que a mulher de Alocir havia se separado dele para ir morar com Gilmar. Como não deu certo, ela rompeu o relacionamento, reatando o seu casamento com Alocir. Gilmar começou a ameaçar Alocir e os filhos dele de morte.
No sábado à noite, Gilmar foi até a casa de Alocir mas o jogo acabou se invertendo e ele sendo assassinado. Apesar de Gilmar ter sido conduzido ao pronto-socorro do Hospital São José pelos socorristas dos Bombeiros Voluntários de Joinville, não resistiu aos ferimentos e morreu ainda na noite de sábado.
Alocir foi autuado em flagrante pelo crime de homicídio e se encontra recolhido à disposição da Justiça no Presídio de Joinville.


Polícia estoura
desmanche e coloca
gangue na cadeia

Florianópolis - Quatro pessoas foram presas no final de semana numa operação da Polícia Civil de Florianópolis, na capital e em Tubarão, acusadas de envolvimento em roubo e adulteração de chassi e documentos de, pelo menos, oito carros e cinco motos. A polícia acredita que a atuação da quadrilha possa ser ainda maior, já que um dos acusados presos na Capital confessou que adulterava chassis há pelo menos um ano. Em princípio, os policiais descartam qualquer relação entre esta quadrilha desmantelada depois de um mês de investigações e a atuação do esquema Tubarão-Lages, de desmanche e adulteração de camionetas e caminhões.
"Não vejo relação, nem a pessoa presa em Tubarão era de lá", ressalta o delegado André Luís Mendes da Silveira, chefe das investigações que culminaram na apreensão, entre a noite de sexta-feira e sábado à tarde, de cinco motos - quatro delas modelos possantes - uma camionete Blazer e uma picape S10. Um dos presos afirmou que havia adulterado outros quatro carros que ainda estão sendo procurados pela polícia. O preso em Tubarão participava de um encontro de motos. O policial também investiga a participação passiva dos compradores dos veículos, como receptadores, pois, salienta, é quase certo que eles sabiam que se tratava de carros roubados. "Comprar uma S10, ano 2000, por R$ 8 mil, é difícil o comprador não saber do que se trata", ironiza o delegado.
Segundo ele, o esquema funcionava com ligações em São Paulo. Motos roubados eram esquentadas em Santa Catarina como dublês de modelos idênticos já existentes naquele Estado. Das cinco apreendidas pela polícia e guardadas no depósito da 3ª DP, no bairro Estreito, quatro eram dublês de motos paulistas. "Quando tinham um pedido de moto, roubavam e preparavam os documentos de moto dublês", explica.

Manchetes AN
Das últimas edições de Polícia
17/03 - Tortura deixa seqüela em família
16/03 - Adolescente mata comerciante no Sul
15/03 - Empresário preso em Fórum acusado de estuprar menina
14/03 - Investigado golpe de mais de R$ 5 milhões
13/03 - Dois motoqueiros baleados pela PM
12/03 - Agricultor acusado de matar irmão no Sul
11/03 - Crime passional choca Balneário Camboriú

Leia também

Assaltos viram
rotina no Sul de SC

Imbituba - Três homens armados promoveram pânico em um mercado em Imbituba. A polícia investiga uma possível quadrilha organizada, já que cerca de dez assaltos ocorreram na região em menos de dez dias.
Segundo informações da Polícia Militar de Tubarão, três homens armados invadiram, por volta da 1 hora de ontem, o mercado Ibiraquera, em Imbituba. O trio rendeu o proprietário com um revólver calibre 38 e uma espingarda 12. Em questão de segundos, os ladrões fugiram em um Monza prata, com R$ 5 mil que saiu em direção a BR-101. A PM da região montou barreiras, mas ninguém foi localizado.
A coincidência é que diversos assaltos foram registrados na região durante as últimas semanas e, na maioria das vezes, os assaltantes tinham a retaguarda de um automóvel Monza. A ligação entre as ações ainda se torna difícil, já que foram veículos de cores diferentes.
Semana passada, duas pessoas chegaram a ser presas por serem suspeitas de assaltos em Imbituba e Laguna. O Monza azul, encontrado com um dos acusados, foi apreendido pela polícia. Em Laguna, semana passada, um comerciante foi baleado em uma assalto cometido por três homens, que fugiram em um Monza vinho.
Houve roubos também em uma indústria de plástico em Imbituba e em uma empresa de ônibus, uma lavanderia e uma loja de confecção, todos cometidos em Laguna. Em Tubarão, uma relojoaria foi assaltada há cerca de duas semanas, por dois homens.


Residência e
posto são atacados

Rio do Sul/Joinville - Mais uma vez o Posto Pinheiro, localizado no quilômetro 147 da BR-470, em Rio do Sul, foi assaltado. O frentista Fábio Patrício, 30 anos, foi rendido por dois homens encapuzados, armados com revólveres. O roubo aconteceu ontem, às 5 horas, pouco tempo depois de uma guarnição da Polícia Militar passar pelo local durante ronda costumeira. O montante furtado foi de aproximadamente R$ 1 mil. O frentista não soube informar se os marginais saíram a pé ou se algum automóvel ou moto os esperava nas imediações.
Em Joinville, a família de Aldemir de Souza Freire, 35 anos, que reside na rua Piauí, bairro Bucarein, passou por maus momentos na noite de sábado. Eram 20h36 quando três homens com revólveres invadiram a residência e anunciaram um assalto. Além do veículo da família, o Corsa MEV 5310 Joinville (recuperado mais tarde), os suspeitos roubaram utensílios domésticos. Apenas um dos ladrões, identificado por Jacson de Souza, 19 anos, foi preso em flagrante pela Polícia Militar.
Após a comunicação do crime, policiais passaram a procurar os suspeitos. Na rua Monsenhor Gercino, eles se deparam com o veículo da vítima, tripulado por Jacson de Souza. No carro estava todo o material (eletrodomésticos e eletrônicos) retirado da casa.
Os outros dois assaltantes que fugiram do local em motos não foram localizados e levaram a quantia de R$ 700,00 e os cartões de crédito de Aldemir.


 
Copyright © 2000 A Notícia - Fone: 055-0xx47 431 9000 - Fax: 055-0xx47 431 9100 - Rua Caçador, 112 - CEP 89203-610 - C. Postal: 2 - 89201-972 - Joinville - SC - BRASIL - EXPEDIENTE
 
Por: Torque Comunicação e Internet