Joinville         -         Terça-feira, 19 de Agosto de 2003        -          Santa Catarina - Brasil
 
 

ANotícia  

P  
O  
L  
Í  
C  
I  
A  










Jovens executados
na porta de boate

Vítimas teriam sido mortas a tiros por três seguranças

Rosangela Ricardo
Especial para A Notícia

Itajaí - O assassinato de dois jovens, na madrugada de ontem, chocou não só familiares e amigos como todos os moradores de Itajaí, no Litoral Norte. Os amigos Eduardo Vilson Quintino, 21 anos, e Denilson da Silva, 22 anos, o "Deni", foram cruelmente executados a tiros ao lado da bilheteria de uma casa noturna, no bairro Cordeiros. Mais de 100 pessoas bebiam e dançavam no local. A correria e o tumulto foram generalizados. As três pessoas apontadas como autoras do crime desapareceram. No entanto, a polícia tem informações de que pelo menos um dos seguranças da boate, Claudiomir Rodrigues, o "Pantera", e um irmão dele identificado apenas por "Taíca", teriam participação no assassinato. Resta identificar ainda uma terceira pessoa.
Segundo o depoimento de testemunhas, uma discussão banal envolvendo os amigos dentro da danceteria, teria gerado o duplo homicídio. Assim que "Pantera" colocou os jovens para fora da boate, "Taíca" e um comparsa teriam executado as vítimas.
Único filho da família, "Deni" foi executado com um tiro a queima-roupa no pescoço. "Ele estava na hora errada no lugar errado", lamenta o pedreiro Lindomar da Silva, 51 anos, pai do jovem. Eduardo, o único filho homem de uma família de dois irmãos, recebeu um tiro na cabeça e outro no ombro. "Não era envolvido com drogas. Deu tchau duas vezes antes de sair e agora chega morto", lamenta a mãe Terezinha Quintino, 41 anos.
Na tarde de ontem, o delegado Carlos Roberto Pereira intimou o proprietário e seguranças do Ceará Nigth Clube. Pereira disse que está encaminhando ao delegado regional Werner Koepsel um ofício solicitando o cancelamento do alvará de licença da casa noturna. Segundo o policial, o local é gerador de inúmeros problemas, como furto de veículos e brigas. "É um lugar muito perigoso. Temos informações concretas que as duas pessoas mortas a tiros na portaria teriam sido executadas com a participação de seguranças", afirma o delegado. O ofício também pede o fechamento da danceteria da Sociedade Tiradentes e o Club Dallas.


Presos fazem
motim na Capital

Uma das cinco galerias foi destruída pelo incêndio

Florianópolis - Uma das cinco galerias do Presídio Masculino da Capital foi totalmente destruída, ontem à tarde, durante rebelião de 51 presos. Eles atearam fogo em colchões e cobertores após descobrirem que a diretoria do presídio tomou conhecimento da existência de um túnel que estava sendo cavado em uma das celas. Ninguém ficou ferido mas o prejuízo, de acordo com avaliação prévia de um arquiteto da Secretaria de Segurança Pública, Francisco Jorge Prazeres, pode chegar a R$ 200 mil.
A rebelião teve início às 15 horas. O trânsito nas imediações, que inclui a Penitenciária estadual, foi interditado e o Batalhão de Operações Especiais (BOE) da Polícia Militar foi acionado para conter a movimentação no interior do presídio. Além de destruir as paredes das dez celas da galeria, o fogo comprometeu o piso da oficina, que funciona no andar superior de onde ocorreu a rebelião. Os trabalhos estão suspensos por falta de segurança. Algumas esquadrias de ferros também terão de ser repostas.
Além de 40 policiais do BOE, também trabalharam na operação a polícia montada acompanhada de cães. Do lado de fora, amigos e parentes acompanhavam o desfecho apreensivos. "Lá dentro foi pesado", avaliou o comandante do BOE, tenente-coronel Manoel Gomes Filho. "Tivemos de estourar as janelas para arejar o ambiente", disse.
Os primeiros a entrar no local foram os bombeiros e em seguida o BOE. Toda a operação foi feita no escuro devido à quantidade de fumaça que havia no local. Após a rebelião, que durou cerca de duas horas, os presos foram colocados no pátio do presídio para ser feita uma vistoria no local. Todos os 51 rebelados serão transferidos provisoriamente, segundo o chefe do Departamento de Administração Penal (Deap), Roberto Schweitzer, para locais como o Complexo Penitenciário de São Pedro de Alcântara, na grande Florianópolis, e os presídios de Curitibanos e Chapecó. Será instaurado inquérito para apurar os responsáveis pelos danos causados ao patrimônio público. (Fabiana de Liz)


Polícia investiga caso
de pedofilia em Joinville

Joinville - Um casal catarinense é acusado de usar a filha de 13 anos para produzir material de pedofilia veiculado e comercializado pela Internet. O caso corre em segredo de Justiça e chegou ao conhecimento da Polícia Civil através de uma denúncia anônima. Ontem, segundo a reportagem de A Notícia apurou, um computador e fotografias foram apreendidos na residência da família, moradora do bairro Fátima. Os quatro filhos foram apreendidos e ficarão num albergue a mando da Justiça até que os fatos sejam esclarecidos.
O pivô da história seria o namorado da adolescente, um brasileiro que morou em Massachusetts, nos Estados Unidos. Ele a conheceu pela Internet e teria começado o esquema de fotos com a menina. No material apreendido pela polícia ela aparece nua em poses eróticas. Até agora, porém, em nenhuma aparece fazendo sexo. Os pais dela seriam coniventes com a exploração da filha em troca de dinheiro, pois há fortes indícios de que as fotografias sejam comercializadas na rede mundial. Há suspeitas ainda de que, além da filha de 13 anos, as outras também seriam usadas pelos pais para serem fotografadas sem roupas.
Ontem de manhã, o delegado regional Marco Aurélio Marcucci e agentes cumpriram um mandado de busca e apreensão na residência do casal e em outro local, expedido pelo juiz da 2ª Vara Criminal João Marcos Buch. O pai da menina trabalharia em uma empresa de segurança. O inquérito foi remetido à delegada da Mulher, Criança e Adolescente, Marilisa Bohem, que também não quis falar sobre o assunto. "Os acusados serão intimados e ouvidos nesta semana", disse Marilisa, informando apenas que ainda não houve prisão.
No final da tarde, o juiz afirmou à reportagem que há realmente uma denúncia de pedofilia na Internet sendo investigada em Joinville, mas como as vítimas são menores, os nomes dos envolvidos não serão divulgados. João Buch disse que o processo está sendo acompanhado pelo ministério público. (Diogo Vargas)


Preso por violentar a enteada

Porto União - O trabalhador rural D.J.A., 31 anos, acusado de ter violentado sua enteada de sete anos, na noite de sábado, foi transferido ontem para o presídio regional de Caçador. Ele foi preso em flagrante na noite de sábado. O crime aconteceu na localidade de Chácara Bela Vista, a cinco quilômetros do centro de Porto União, no Planalto Norte.
Segundo o escrivão policial Tadeu Wilkos, após sair do trabalho, D. levou a menina B.T.S. até um bar. Após se embriagar, o trabalhador rural saiu do bar com a menina e antes de chegar em casa levou-a para um matagal e a violentou. A mãe da criança descobriu o crime e denunciou o marido à polícia.


Ladrão rouba
US$ 14 mil de veterinário

Caçador/Laguna - A polícia investiga assalto ocorrido na tarde de ontem, em Caçador, no Meio-oeste do Estado. O médico veterinário, Aristides Socreppa foi rendido em seu apartamento, no Edifício Village, no centro, por um homem armado com revólver, que levou cerca de US$ 14 mil. Até o início da noite o ladrão não tinha sido localizado.
De acordo com Ibrahim Socreppa, irmão da vítima, Aristides chegou ao apartamento às 17h30 e foi à cozinha esquentar café. Segundo sua versão, um homem aparentando cerca de 30 anos de idade, apontou o revólver na sua cabeça e anunciou o assalto. O veterinário contou que foi amarrado e obrigado a mostrar onde estava escondido o dinheiro. O homem encontrou os dólares, escondidos no fundo falso de uma das gavetas do seu guarda-roupa. Aristides foi colocado no banheiro, mas conseguiu se soltar e ligar para familiares que chamaram a polícia.
Um taxista de Laguna, no Sul do Estado, viveu duas horas de terror durante a madrugada de ontem, ao ser assaltado por dois homens armados. A dupla o abordou, por volta da meia noite, e pediu para ser levada até o bairro de Cabeçudas. No meio do caminho eles sacaram as armas, renderam o motorista, o espancaram e o abandonaram, amarrado e amordaçado em um matagal no município de Gravatal. A policia fez buscas em toda a região, mas até o início da noite de ontem não havia informações sobre os assaltantes que podem estar em Criciúma.

Manchetes AN
Das últimas edições de Polícia
18/08 - Quatro da mesma família morrem em acidente
17/08 - Assassinato envolto em mistério
16/08 - PF acha 268 kg de cocaína no Paraná
15/08 - Disparo acidental mata adolescente
14/08 - Três casos de extorsão em SC
13/08 - Modelo de SC procurada por tráfico internacional
12/08 - Três mortes em tragédia familiar
11/08 - Quatro pessoas baleadas durante assalto a posto

Leia também

Quadrilha furta 1,2 mil jeans

Ituporanga - A quadrilha que furtou cerca de 1,2 mil peças de roupas, na madrugada de ontem, em Ituporanga, no Alto Vale do Itajaí, pode ser a mesma que agiu recentemente em Pouso Redondo, Ibirama, Curitibanos e Fraiburgo. A conclusão é do delegado Valério Farias com base na forma usada para entrar nos estabelecimentos. Os ladrões estouram o miolo da fechadura usando uma alicate de pressão.
Embora o levantamento do total do furto ainda não tenha sido concluído, a estimativa do proprietário da Radioativa Jeans é de que o prejuízo tenha sido da ordem de R$ 30 mil. A loja arrombada fica na rua Presidente Nereu, no centro da cidade.

Estoques

Farias explicou que este tipo de furto normalmente acontece nos finais de semana, quando as lojas renovam seus estoques. No estabelecimento de Ituporanga, os ladrões levaram mais da metade dos jeans que estava armazenado na empresa. O delegado tem certeza que se trata da mesma quadrilha que agiu nos outros quatro municípios. A polícia não tem qualquer pista, até mesmo porque a ação ocorreu durante a madrugada.


Fogo destrói
residência em São Miguel

São Miguel do Oeste - Um incêndio destruiu, na noite de domingo, uma residência de madeira no centro de São Miguel do Oeste. A casa abrigava duas famílias, uma na parte superior e outra no porão. Em menos de uma hora as chamas consumiram o imóvel e todos os móveis, apesar da presença do Corpo de Bombeiros com dois caminhões-pipa. O fato do imóvel ser pintado com tinha a óleo dificultou a extinção do fogo. Ninguém ficou ferido. Sueli Gasperin, uma das moradoras, acredita que o fogo tenha iniciado numa parte do porão utilizado para a defumação de salames.


Acidente

O motoqueiro Norberto Jagelski da Silva, 23 anos, morreu ao colidir a moto que dirigia com um caminhão. O acidente aconteceu às 6 horas de ontem, na rua Bertha Weege, na Estrada Garibaldi, localidade de Jaraguá 89, em Jaraguá do Sul, no Norte do Estado. De acordo com informações da PM, Silva pilotava a moto Honda MBW-2703 (Jaraguá do Sul) e forçou uma ultrapassagem em trecho da via com pouca visibilidade. Foi surpreendido pelo caminhão Marcedes-Benz BBB-1623 (Joinville), conduzido por Darci Klaumann, que vinha em sentido contrário. O motoqueiro morreu no local.


 
Copyright © 2000 A Notícia - Fone: 055-0xx47 431 9000 - Fax: 055-0xx47 431 9100 - Rua Caçador, 112 - CEP 89203-610 - C. Postal: 2 - 89201-972 - Joinville - SC - BRASIL - EXPEDIENTE
 
Por: Torque Comunicação e Internet