Joinville         -          Segunda-feira, 20 de Janeiro de 2003         -          Santa Catarina - Brasil
 
 

ANotícia  

P  
O  
L  
Í  
C  
I  
A  










Acidente de
trânsito mata cinco
argentinos na BR-101

Veículo da família bateu em microônibus de Florianópolis

Florianópolis - Um grave acidente entre um carro argentino e um microônibus de turismo provocou a morte de cinco argentinos da mesma família, na manhã de ontem, no km 160,2 da rodovia BR-101, na região de Tijucas. Os argentinos estavam passando as férias de verão no litoral catarinense. Os sete passageiros do microônibus voltavam para a Capital. O acidente fez subir para 11 o número de mortos neste fim de semana nas rodovias federais e estaduais que cortam Santa Catarina. Na sexta-feira e no sábado, dois acidentes mataram quatro pessoas.
De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a família argentina Sontacci viajava no Crysler BVJ-531, da República Argentina, quando bateu com o microônibus de Florianópolis. O Chrysler seguia no sentido Sul-Norte, em direção a Balneário Camboriú, quando o motorista Cláudio Osvaldo Sontacchi teria invadido a pista contrária e batido no microônibus MEV-3200, de Florianópolis, que vinha de Joinville em direção à Capital. Estavam no carro o advogado Cláudio Osvaldo Sontacchi, 48 anos, sua mulher Marta Helena Zacharski, 48; e os filhos Lucas Sebastian Sontacchi, 18, Paula Belem Sontacchi, 12, e Flavia Estefania Sontacchi, 14.
O grupo era de Buenos Aires e seguia para Porto Belo, que fica a cerca de cinco quilômetros de onde ocorreu o acidente. Haviam percorrido mais de 1.800 quilômetros desde Buenos Aires.
O impacto foi tão forte que o Chrysler da família Sontacchi ficou totalmente destruído. Os passageiros do microônibus também ficaram gravemente feridos. Estavam no veículo oito pessoas. Continuam internadas Regina Clasen Bouchet, 58, Irna Biorout Azara, 78, Arnaldo Azara, 79, e Cláudia Bettini Clasen, 22.
Os corpos dos argentinos foram levados para o Instituto Médico Legal (IML), de Itajaí, de onde serão liberados para o translado, ainda esta semana. A Polícia Federal e a Receita Federal de Itajaí farão os trâmites burocráticos exigidos para o traslado internacional dos corpos. Depois, será preciso inspeção da Vigilância Sanitária e só então os cinco argentinos poderão ser levados de volta ao país de origem. Provavelmente o traslado será feito por via aérea num vôo comercial partindo do aeroporto de Navegantes para Buenos Aires.


Serra foi cenário de duas
tragédias com turistas

As duas maiores tragédias envolvendo turistas argentinos em rodovias de Santa Catarina ocorreram há três anos, na BR-470, no trecho conhecido como serra da Santa, em Pouso Redondo, região do Alto Vale do Itajaí. O primeiro deles ocorreu na madrugada do dia 12 de janeiro. O motorista Victor Hugo Jaime, que dirigia o ônibus da Gimenez Viagens, procedente da província de Tucumán, perdeu o controle ao fazer a curva no km-196. O veículo tombou e deslizou na pista, batendo em cheio num ônibus da Reunidas, que ia na direção contrária. Na seqüência, o microônibus da mesma empresa argentina bateu atrás dos dois ônibus que haviam se chocado instantes antes. Na hora morreram 40 pessoas e 46 ficaram feridas.
O segundo acidente foi no dia 13, dois quilômetros abaixo. O ônibus da Island Beach Travel Service, que também levava turistas argentinos para Balneário Camboriú, saiu da pista e tombou num barranco. Eles vinham da província do Chaco. Cinco pessoas morreram no local, enquanto 51 ficaram feridas.

Final de semana

Na madrugada de sexta-feira, duas pessoas morreram em um acidente na Via Expressa - rodovia BR-282 - km 0,4, município de São José, após o motorista do Astra, Marcos Lemes, 24 anos, perder o controle do carro, sair da pista e bater de frente em um bloco de concreto. Dois passageiros morreram devido à violência do choque: Vandre Asconavieta Barcelos, 29, e Odirlei Garcia Elesbão, 22.
O outro acidente grave, que também matou duas pessoas, envolveu uma caminhonete Fiorino e um Corsa, na rodovia estadual SC-425, km 71, município de Palmeira. Os dois mortos - o motorista Jaime Cristóvão e o passageiro Jean Duarte Branco, 16 - estavam no Fiorino, com placa de Brusque.
Na SC-403, km 5,6, região da Vargem Grande, em Florianópolis, Ivanir Testa, 36, morreu após ser atropelada por um carro por volta das 22 horas de sábado. Também foi atingido Ramiro Testa, 64, que está internado no Hospital Celso Ramos. Ivanir morreu com a violência do impacto. Testemunhas informaram que o motorista fugiu sem prestar socorro.
A BR-101, no trecho Sul, que corta o morro dos Cavalos, ficou com o trânsito interrompido durante três horas devido a um acidente envolvendo três caminhões. O primeiro caminhão tombou na pista, por volta das 11 horas, e dois outros, que não conseguiram parar, bateram logo em seguida. O trânsito ficou congestionado até as 14h30, provocando filas de sete quilômetros nas duas pistas. Os motoristas sofreram lesões leves.
Na mesma rodovia, no km 63 da BR-101, em Araquari, Norte do Estado, o motociclista Sérgio Ari Reis, 26 anos, teve morte instantânea, por volta das 20h30 de ontem, ao perder o controle de sua moto e colidir com um Corsa.


Mais dois
afogados no
Norte do Estado

Joinville - Dois turistas de Curitiba perderam a vida ontem vítimas de afogamento no Norte do Estado. Com essas mortes, chega a 12 o número de pessoas que morreram afogadas na região de Joinville, desde o feriado de Natal. Uma média de um caso a cada dois dias.
José Carlos Rodrigues, 31 anos, morreu afogado na praia do Ervino, em São Francisco do Sul, por volta do meio-dia de ontem. A vítima foi retirada do mar, ainda viva, pelos salva-vidas da praia do Ervino. O helicótero Águia da Polícia Militar foi até o local e resgatou o homem, mas ele morreu a caminho do Hospital Municipal São José.
O curitibano Valtair Duran, 26, morreu afogado, no Porto de Areia Miranda, em Garuva, por volta das 17 horas de ontem. A vítima foi carregada por uma correnteza, quando tentava atravessar o rio São João, onde estava pescando. O irmão de Valtair ainda tentou salvá-lo, mas não conseguiu. O corpo do homem foi regatado duas horas depois, pelos bombeiros de Joinville. As duas vítimas foram removidas para o Paraná, onde serão sepultadas hoje.
Na noite de sexta-feira, o argentino Felipe Letesma, 55 anos, que estava de férias na praia de Ubatuba, na Ilha de São Francisco do Sul, no Norte do Estado, também morreu afogado. Segundo o policial militar Mario Elias, da base de Enseada, a vítima foi resgatada pelos salva-vidas do Posto 3 sem vida. Quando o resgate chegou, o corpo já estava boiando no mar. O corpo do argentino foi conduzido ao Instituto Médico Legal (IML) de Joinville.
Na noite anterior, também em São Francisco do Sul, após mais um dia de serviço, cerca de dez homens que estão prestando serviços na Vega do Sul foram até a praia de Itaguaçu, para jogar futebol. Depois da partida, o grupo resolveu tomar banho de mar e um deles morreu afogado. O técnico eletricista Emerson Zuchinachi, 30, caiu em um lagamar e foi levado pelas águas. Um colega da vítima, Marco Antônio Carvalho, 47, também caiu no buraco, mas foi socorrido pelos colegas e levado para o hospital.
Emerson foi resgatado no final da manhã de sexta-feira, por um policial militar que sobrevoava a praia. O PM avistou o corpo boiando e pulou no mar.


Rapaz assassinado a
facadas em Biguaçu

Florianópolis - Isaque Nascimento da Silva, 24 anos, foi morto a facadas na noite de sexta-feira, em Biguaçu, município da Grande Florianópolis. O principal suspeito do crime, identificado como Everton Luís Matias Pasqualini, 18, deverá apresentar-se nesta terça-feira para prestar esclarecimentos à Polícia Civil. A garantia foi dada pelo pai do suspeito, em telefonema aos investigadores, na manhã de sábado.
Isaque foi atacado próximo a casa onde vivia com a família, na localidade do Prado. O motivo provável da agressão foi uma discussão entre ele e Pasqualini. Isaque ainda conseguiu chegar cambaleante na casa de sua mãe, Iracema da Silva. Ela estava em casa e relatou, mais tarde, em seu depoimento a polícia, que viu o filho chegar ensangüentado e pedindo ajuda. O rapaz não resistiu e morreu quando estava a caminho do hospital. Antes de morrer teria contado à mãe que havia sido esfaqueado por um homem chamado Everton Luís Matias Pasqualini.

Mistério

A polícia de Imaruí investiga o mistério que envolve o assassinato do aposentado Getúlio de Matos, 74. O aposentado foi encontrado esfaqueado em sua casa na manhã de ontem. De acordo com informações da delegacia de Imaruí, por volta das 10 horas de ontem, a sobrinha de Getúlio avistou o tio caído no chão pela janela da cozinha. Em seguida, chamou o sobrinho de Getúlio, o pedreiro Genauro Maciel de Matos, 39, que encontrou o tio ensagüentado. Getúlio foi esfaqueado no pescoço. Segundo a polícia, testemunhas disseram que o aposentado guardava muito dinheiro no banco, o que faz surgir a suspeita de latrocínio (roubo seguido de morte). O corpo de Getúlio foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Tubarão. O caso será investigado pelo delegado Nazil Bento Júnior.

Manchetes AN
Das últimas edições de Polícia
19/01 - Ladrões de bancos mudam perfil
18/01 - Estourado megadesmanche de caminhonetes
17/01 - Assaltantes trocam tiros com policiais
16/01 - PF apreende 706 quilos de maconha
15/01 - Tiroteio agita morro da Capital
14/01 - Crime choca moradores de Rio do Sul
13/01 - Chaveiro acusa PMs de tortura

Leia também

Bala atinge a
cabeça de bebê
em Navegantes

Navegantes - Um bebê de apenas sete meses foi atingido por uma bala disparada pela arma que o próprio pai manuseava, na manhã de domingo, em Navegantes, Litoral Norte. A menina Erica Ketchska do Nascimento, que estava no colo da mãe, a adolescente R.K.P., 15 anos, quando foi baleada, foi conduzida em estado grave para o Hospital Infantil Joana de Gusmão, em Florianópolis.
A tragédia aconteceu na residência da família, na rua Sebastião Vicente Coelho. O auxiliar de compras e vendas Orlan Roberto Santos do Nascimento, 19, foi encontrado pela Polícia Militar, em estado de choque, perambulando pela rua e levado para a delegacia.
Abalado, Nascimento disse que a arma de calibre 22 foi encontrada por ele na noite de sábado, numa restinga na praia de Navegantes. Na manhã seguinte, quando mostrava o revólver à mulher, teria puxado o gatilho por descuido e acertado a cabeça da filha.


Polícia apreende ecstasy e frascos de lança-perfume

Itajaí/Balneário Camboriú - Mais de trinta comprimidos de ecstasy - conhecido como a droga do amor - foram apreendidos pela Polícia Militar na madrugada deste domingo, em Itajaí, Litoral Norte catarinense. Além das 33 comprimidos, foram apreendidos ainda 257 frascos de lança-perfume e seis gramas de maconha. Duas pessoas foram presas. Rodrigo César Pereira, 28 anos, e Juliano da Costa, 26, foram conduzidos à Delegacia de Polícia Federal e autuados em flagrante por tráfico de entorpecentes.
Parte da droga - duas buchas de maconha e um frasco de lança-perfume - foi encontrada durante abordagem policial em Balneário Camboriú, no Fiat Uno ABK-6210, de Curitiba, conduzido por Pereira. O restante foi apreendido no local indicado pelo acusado: em seu apartamento no Edifício Albatroz, na rua Uruguai, no centro de Itajaí. Segundo a Polícia Militar, na residência foram encontrados 33 comprimidos de ecstasy e 244 ampolas de lança-perfume, de fabricação argentina. Juliano foi preso no momento que transitava em frente ao edifício, transportando no Fiat Palio LYZ-5219, de Itajaí, uma caixa contendo 12 frascos do lança-perfume.
Essa foi a primeira apreensão de ecstasy registrada pela Polícia Federal de Itajaí e a terceria, só neste ano, de lança-perfume, segundo informou o relações públicas da PF, Carlos Ely de Castro. A polícia estima que a mercadoria apreendida esteja avaliada em mais de R$ 8 mil.

Repressão

No fim de semana, em duas operações de repressão ao tráfico de drogas, a PM de Florianópolis apreendeu 12 quilos de maconha, escondidos em dois pontos no bairro da Agronômica. Primeiro a PM encontrou, após uma denúncia anônima, 10,2 quilos de maconha guardados em sacolas de plástico e escondidos num fogão abandonado. Também na Agronômica, os policiais encontraram, atrás de uma caixa d'água, 1,8 quilo de maconha, acondicionado em uma bolsa plástica.


Ataque - A polícia encaminhou, no final da tarde de ontem, para o Presídio Regional de Araranguá, Fabio Vieira Minatto, 25 anos, acusado de tentar matar sua mulher, Vera Lucia Rocha, 32, durante uma viagem que faziam pelo interior de Meleiro, no Sul do Estado. Desconfiado de que Vera o estava traindo, Minatto a atacou com uma faca. Com várias perfurações pelo corpo, cinco delas graves - uma atingiu os pulmões - a mulher foi encaminhada para a UTI do Hospital São José e corre risco de morte. Minatto, que foi preso em flagrante será indiciado por tentativa de homicídio qualificado.


 
Copyright © 2000 A Notícia - Fone: 055-0xx47 431 9000 - Fax: 055-0xx47 431 9100 - Rua Caçador, 112 - CEP 89203-610 - C. Postal: 2 - 89201-972 - Joinville - SC - BRASIL - EXPEDIENTE
 
Por: Torque Comunicação e Internet