Joinville         -         Quinta-feira, 10 de Julho de 2003        -          Santa Catarina - Brasil
 
 

ANotícia  

P  
O  
L  
Í  
C  
I  
A  










Desmantelada
quadrilha que
roubava caminhões

Dez pessoas foram presas em Chapecó e Concórdia, entre os quais dois empresários acusados de serem chefes da organização

Marcos Horostecki

Chapecó - Dez presos, cinco caminhões recuperados e uma das principais quadrilhas de roubo e desmanche de caminhões do Sul do País fora de circulação. Este é o saldo da investigação iniciada em fevereiro pela Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Chapecó, com o apoio do ministério público, e enviada à justiça na semana passada. A organização criminosa envolve empresários, mecânicos e assaltantes que agem em São Paulo e no Rio do Janeiro. O grupo desmanchava, em pontos diferentes da cidade de Chapecó, conforme indícios levantados pelos policiais, pelo menos dois caminhões por semana. As peças, quase sempre já estavam encomendadas, eram distribuídas nos três Estados do Sul, o que tornou a cidade conhecida como um centro de venda desses equipamentos, apesar de não possuir empresas de porte nacional na área.
O grupo criminoso começou a ser desbaratado quando uma câmara fria roubada no Mato Grosso foi encontrada na cidade, ainda em fevereiro. Segundo o delegado titular da DIC, Eduardo Azevedo, o caminhão forneceu à equipe de investigação um conjunto de indícios que deram sustentação a uma série de suspeitas que haviam sido levantadas ainda no mês de janeiro.
A quadrilha se mostrava extremamente organizada e especializada. Recebia os caminhões roubados pelos marginais paulistas e cariocas - muitos deles mediante assaltos violentos - e os desmanchava por completo logo em seguida. No mesmo dia calçava os produtos com notas fiscais frias, de uma empresa que nunca existiu e de outra que está fechada há mais de um ano. Quando o material chegava aos destinatários também já estava com a numeração adulterada ou simplesmente lixada.
A grande organização da quadrilha levou a DIC a solicitar o suporte judicial do ministério público, que ingressou nas investigações e obteve a quebra de direitos constitucionais dos suspeitos. Foram autorizadas escutas telefônicas, que junto com o trabalho dos investigadores ajudaram na apreensão, em 26 de maio, de mais dois caminhões. Eles estavam sendo desmanchados num matagal na comunidade de Água Amarela, no interior de Chapecó. No local, cinco pessoas foram presas.
Também foi realizada uma apreensão na cidade de Concórdia, que resultou na prisão de dois empresários radicados naquela cidade. Partes de um outro caminhão e dezenas de outras peças, como caixas de câmbio e tacógrafos, foram encontrados em outros pontos de Chapecó. Até equipamentos específicos, como guindastes para contêineres de coleta de lixo industrial foram recuperados em duas empresas da cidade. Um dos acusados de receptação está preso.


Peças de desmanche em oficinas

A avaliação da polícia e do ministério público, conforme o promotor Fabiano Baldissarelli, levou ao indiciamento e a prisão dos empresários Giane Daniel Dias, 29 anos, e Joel Roberto Munarini, 46, acusados de serem os "cabeças" da organização. Gravações telefônicas confirmam o relacionamento deles com os demais envolvidos. O mecânico Gelso Sefarim, 22 anos, segundo denúncia enviada à Justiça, é acusado de participar diretamente das operações de desmanche e da venda de tacógrafos roubados. Ele também está preso no presídio de Chapecó, juntamente com os empresários Edemar Pereira da Silva, 35 anos, e Marcos César Ribas, 49 anos, proprietários de duas oficinas mecânicas onde foram encontrados produtos de desmanche.
Acusados de participação no caso do desmanche flagrado em Água Amarela, estão presos Claudiomir Pedroso da Silva, 28 anos, e Gilmar Menegasso, 24 anos. Eles teriam sido pegos com equipamentos que seriam utilizados no desmonte dos veículos. Em Concórdia estão presos os empresários René e Rafael Pérsio, de 30 e 25 anos. Um caminhão roubado foi encontrado na oficina deles. Também em Chapecó, está preso o empresário Gustavo Baldissera, 26 anos, acusado de receptar um aparelho guindaste para caminhão de lixo industrial. Outros dois acusados de furtos de tacógrafos, Jorge Severo de Oliveira, 20 anos, e Fernando Caudilho Lopes, 19 anos, também foram denunciados à Justiça, mas não tiveram as prisões decretadas.
Segundo o delegado Eduardo Azevedo, mais pessoas estão envolvidas no caso e continuam sendo investigadas. Ontem, mais um guincho especial para caminhão de lixo industrial foi recuperado em outra empresa da cidade. Os equipamentos estão sendo retirados dos caminhões onde foram instalados e devolvidos aos proprietários. O mesmo deve acontecer com o restante das peças e caminhões encontrados durante as investigações.


Garota raptada
retorna para a casa dos pais

Criciúma - Após um ano longe de casa, a adolescente M.C.S.F., de 16 anos, embarcou ontem à tarde, na rodoviária de Criciúma, com destino a Penha do Caciano, próximo a Governador Valadares, em Minas Gerais. Ela estava ansiosa para poder abraçar os pais, as três irmãs e os amigos quando chegar na terra natal, na madrugada de sexta-feira. O tio e padrinho da adolescente, José Daniel da Silva, disse que irá aguardar a menina na rodoviária e que dará todo o apoio para que ela volte a ter um convívio normal com a família. O padrinho, que acompanhou todo o drama da família com o desaparecimento da filha, conta que a mulher que a raptou já tem passagem pela polícia pelo mesmo tipo de ocorrência. A garota foi trazida para Criciúma por uma mulher que tem parentes na cidade mineira, e que prometeu uma vida melhor e dinheiro. De acordo com a conselheira Ângela Napoli, que acompanhou todo o caso na região e que ajudou a regularizar a documentação para que a garota retornasse para sua cidade, a mulher apontada não foi localizada em Santa Catarina. Quando chegou na região, no início de julho do ano passado, M., ficou morando com a mulher, no bairro Presidente Vargas, em Içara. No mês de janeiro deste ano, a acusada a deixou morando em uma casa de família de Criciúma. A adolescente relembra que quando morava com a mulher que a trouxe para a região era espancada e chegou a ficar com algumas cicatrizes. "Desde janeiro, quando me mudei para a casa de minha nova patroa, não consegui mais falar com ela", diz M.


Suspeito de
estuprar moça preso no Norte

São Francisco do Sul ­ A Polícia Civil prendeu, na manhã de ontem, em São Francisco do Sul, no Litoral Norte, Rafael Guilherme Machado Bernardo, 20 anos, indiciado por tentativas de homicídio e estupro e atentado violento ao pudor. A vítima M.V.A., 18 anos, relatou que na madrugada do dia 26 de junho, Bernardo a arrastou até um matagal, no bairro Rocio Grande, onde sofreu diversos tipos de agressões e humilhações.
"A vítima o reconheceu e ele acabou indiciado pelos três crimes", afirma o delegado de São Francisco do Sul, Ivan Brandt. Segundo o delegado, a Polícia Civil cumpriu o mandado de prisão às 11 horas de ontem, quando Bernardo caminhava pelo centro da cidade. O acusado está no presídio de Joinville.
Em seu depoimento, M.V.A. contou que Bernardo a abordou quando saia do trabalho em um restaurante. Com uma faca, obrigou a garota seguir até uma praça no bairro Rocio Grande, levando-a em seguida para um matagal. Visivelmente drogado, o rapaz iniciou uma sessão de torturas.
Primeiro, obrigou a garota tirar a roupa e tentou violentá-la sexualmente, sempre com a faca encostada no pescoço da vítima. Como não conseguiu, desferiu facadas no corpo da jovem. Muito machucada,ela fugiu e pediu ajuda no local onde trabalha como cozinheira. Amigos da garota viram Bernardo sair do matagal onde ocorreu o crime e acionaram a PM. No mesmo dia ele foi preso, negou qualquer participação na tentativa de estupro e foi liberado.


Acidente mata
duas pessoas em Rio do Sul

Rio do Sul - Acidente no km 145.1 da BR-470, em Rio do Sul, no Alto Vale do Itajaí, às 10h30 de ontem, matou duas pessoas. A promotora de Justiça da comarca de Lages, Rosalina Maria Rodrigues, 36 anos, e a sua mãe Zilá Coelho Rodrigues, 77, morreram quando o Fiat Palio MBZ-1387 (Lages) foi abalroado transversalmente pelo caminhão Mercedes-Benz MCB-9336 (Brusque), conduzido por Renato Ristow, 37, que nada sofreu. O acidente foi no km 145.1 da BR-470, no trevo de acesso secundário a Rio do Sul, no bairro Canoas.
De acordo com a versão do motorista do caminhão Mercedes-Benz, o Palio invadiu a pista para fazer o contorno e seguir viagem no sentido Curitibanos, sem respeitar a preferencial, provocando o abalroamento. Zilá morreu no local, enquanto Rosalina chegou a ser conduzida pelo resgate do Corpo de Bombeiros para o Hospital Regional Alto Vale, mas não resistiu e morreu quando era atendida no setor de emergência devido aos ferimentos múltiplos.

Manchetes AN
Das últimas edições de Polícia
09/07 - Colisão mata três pessoas na 280
08/07 - Assassinado com golpe de picareta
07/07 - Dois mortos em acidente com excursão
06/07 - Sete empresários presos no Oeste
05/07 - Nevoeiro e imprudência causam acidente
04/07 - DIC prende patrulheiro acusado de roubo
03/07 - Adolescente executada a tiros por cinco mulheres

Leia também

DIC apreende 400 fitas piratas

Joinville - Cerca de 400 fitas de vídeo falsificadas foram apreendidas ontem, em Joinville. O flagrante dos produtos "piratas" aconteceu numa operação da Divisão de Investigação Criminal (DIC) da Polícia Civil e Associação de Defesa da Propriedade Individual e Intelectual, entidade com sede em Florianópolis. As fitas estavam em locadoras. Segundo policiais e fiscais da associação, a maioria delas foi trazida do Paraguai.
A ação ocorreu à tarde e se encerrou à noite, em estabelecimentos nos bairros Guanabara, Itaum e Paranaguamirim, todos na zona Sul da cidade. Oito locadoras foram visitadas pela fiscalização. O material recolhido foi levado para a 5ª Delegacia de Polícia. Um inquérito policial deverá ser instaurado e os proprietários das fitas serão intimados e prestar esclarecimentos sobre a origem do produto. Eles responderão pelo crime de violação do direito autoral.


Ameaça

A PM de Capinzal teve muito trabalho na manhã de ontem, para desarmar o adolescente A.O., 17 anos, que, trancado em um dos quartos da casa com o irmão de seis anos, ameaçava se matar. A confusão aconteceu no loteamento João Evangelista Parisotto depois que o garoto discutiu com os seus dois irmãos. Ele se armou com uma faca e ficou trancado no quarto com o irmão menor até a PM desarmá-lo.


 
Copyright © 2000 A Notícia - Fone: 055-0xx47 431 9000 - Fax: 055-0xx47 431 9100 - Rua Caçador, 112 - CEP 89203-610 - C. Postal: 2 - 89201-972 - Joinville - SC - BRASIL - EXPEDIENTE
 
Por: Torque Comunicação e Internet