Joinville         -         Terça-feira, 08 de fevereiro de 2005        -          Santa Catarina - Brasil
 
 

ANotícia  

G  
E  
R  
A  
L  

 


Tijolo
ecológico em construções

Motorista de São Bento reaproveita rejeitos

São Bento do Sul - Fornecer material mais barato na construção de moradias populares é um dos objetivos do projeto desenvolvido pelo motorista Luiz Drevek. Nas horas vagas e no quintal de casa, ele fábrica tijolos com sobras de construção. Quase tudo é reaproveitado e o tijolo tem a mesma durabilidade dos demais. Pelos cálculos do motorista, apenas em São Bento do Sul mais de 150 toneladas de resíduos de construção são jogados fora todos os meses, material suficiente para fabricar tijolos em quantidade para construir pelo menos quatro casas populares.
Antes de ser moído, o material precisa ser selecionado. Não são todos os resíduos que podem ser reutilizados no processo. Segundo Drevek, os tijolos feitos com o reaproveitamento de materiais podem ser utilizados para diversas finalidades no ramo da construção civil, mas com um custo até 30% mais barato que o produto convencional.
O próximo passo é a construção de um barracão onde possa processar o material em série. De acordo com o motorista, seu objetivo é produzir peças maiores, cerca de dez vezes maior que o tijolo convencional. Desta forma acredita que vai conseguir baratear inclusive o custo da mão-de-obra na construção. "Vou fazer alguns testes. Pedir para que alguém construa uma parece com tijolo normal e com os blocos de reciclado, para ter uma idéia do quanto de economia isso vai representar em uma obra completa", explica.
Segundo o motorista, com blocos maiores, o tempo de construção diminui. Além disso, a utilização de cimento também é reduzida, pois os espaços a ser preenchidos são ainda menores. Pelos cálculos iniciais, Drevek acredita que o custo final de uma casa deva ser até 30% mais baixo, se comparado com uma feita do modo convencional. "Esse é o tipo de material que pode ser usado principalmente na construção de casas populares", argumenta.
Apesar de ser feito com sobras de outras construções, Luiz afirma que a durabilidade dos blocos pode ser superior à do tijolo convencional. O motorista conta que alguns blocos podem suportar até meia tonelada, dependendo da forma com que são fabricados.


Catadores separam
o lixo em Canoinhas

Canoinhas - Separar todo lixo produzido nas residências e empresas, evitar que materiais recicláveis possam ser misturados aos restos de alimento ou lixo orgânico, facilitar o reaproveitamento pelas indústrias, evitar a poluição do meio ambiente. Essas são algumas ações do processo de reciclagem do lixo urbano mantidas em algumas cidades. Em Canoinhas, no Planalto Norte, porém, essa ainda é uma realidade distante. A quantidade de lixo coletada chega a mais de 20 toneladas por dia e a grande maioria do material que poderia ser reciclado ainda vai para um aterro sanitário, em Mafra.
A coleta seletiva particular que existia no município, por meio da Usina Igarapé, deixou de existir. Mas a seleção de materiais ainda existe por meio de catadores. O aposentado Vilmar Lemos, 70 anos é um deles. Carregando sacolas e uma bicicleta, diariamente pelas ruas cidades, Lemos se interessa apenas pelas latinhas de alumínio, porque são mais leves e ocupar pouco volume. Ele consegue arrecadar cerca de R$ 60,00, dinheiro ajuda a somar a aposentadoria de um salário mínimo. "A grande maioria da população não percebe materiais como garrafinhas, saco plástico, que poderiam ser recicladas, continuam nas ruas entupindo os esgotos e ocasionando enchentes em dias de chuva", lamenta Lemos.


Consórcio quer
ampliar coleta seletiva no Norte

Major Vieira/São Bento do Sul - O Consórcio Ambiental Bem-Te-Vi pretende iniciar em breve a ampliação do aterro sanitário localizado em Major Vieira, mas que atende a outros municípios da região. Em funcionamento desde outubro de 2003, o aterro foi construído em parceria com os municípios numa tentativa de baratear o custo operacional.
De acordo com o presidente do Consórcio, o prefeito de Major Vieira, Orildo Severguinini (PMDB), o único município integrante do grupo que não utiliza o aterro é Itaiópolis, devido à distância entre os municípios. Segundo o presidente, fica mais barato para Itaiópolis manter seu próprio aterro. Apesar disso, todo o lixo coletado em Monte Castelo, Papanduva, Major Vieira e Bela Vista do Toldo é depositado no mesmo lugar.
Para este ano, o objetivo do consórcio é ainda incentivar a reciclagem de materiais - apenas 20% de tudo o que é coletado está sendo reciclado, sendo que a meta para 2005 é reaproveitar pelo menos 60% do lixo.
A Prefeitura de São Bento do Sul também estuda a ampliação do aterro controlado do município. Desativado desde o início do ano passado, no local agora precisa ser construída uma nova célula para armazenar os resíduos. A previsão é investir R$ 700 mil.


Mortandade de peixes
ainda sem explicação no Sul

Sombrio - A mortandade de peixe no rio da Laje, principal de Sombrio, no extremo Sul, continua preocupando os moradores, que durante a semana passada chegaram a realizar uma espécie de mutirão para retirar os animais que ficaram encalhados no rio. A principal explicação para o problema seria a queda no volume de água do manancial, que estaria secando em função da estiagem e também do desvio de água para as plantações de arroz da região. Um estudo sobre a situação do rio já foi realizado e está sendo encaminhado para a Fundação Estadual do Meio Ambiente (Fatma) que pode determinar a despoluição e recuperação de todo o rio.
Rizicultores garantem, no entanto, que o problema foi provocado pela
destruição de um dique que havia sido construído há mais de 20 anos. A barragem improvisada foi retirada pela Polícia Ambiental e irritou os proprietários do terreno. "Adquirimos o terreno e a represa já estava lá. Ela foi construída na administração do prefeito Pedro Amorim, isso há mais de 20 anos", argumenta Antônio Colares Eufrásio, um dos proprietários, que garante não ter visto vantagens nesta ação. "Se aquilo estivesse causando prejuízo ao meio ambiente, e por meio de um estudo fosse comprovado, eu mesmo faria o serviço de desobstruir a passagem", afirmou.
Outros agricultores do município também estão preocupados com o problema e afirmam que demolição do dique da pode prejudicar quem precisa do rio. "Estamos sentido falta dá água, principalmente na estiagem o dique evitava isso", explicou o produtor Vanir da Silva, que reside há quase 50 anos no local e depende do rio para manter a atividade pecuária.
O sargento Borges, da Polícia Ambiental, justificou, no entanto, que a Ambiental retirou o dique porque ele foi construído de forma irregular. Segundo ele, o problema só será resolvido com uma ação mais enérgica. "O dique era um dos problemas, mas é necessário uma ação mais intensa entre governo, órgãos ambientais e comunidade para limpeza do leito e recuperação do rio".


Novo curso
superior no Oeste

Concórdia formará técnico para agroindústria

Concórdia - O Ministério da Educação (MEC) aprovou a abertura de um curso superior gratuito na Escola Agrotécnica Federal de Concórdia (EAFC). A partir de agosto, a escola vai oferecer 30 vagas no curso de tecnologia em cárneos, lácteos e produtos de origem animal. "Este é o primeiro de vários cursos superiores que pretendemos ofertas. Os próximos serão nas áreas da agropecuária e agroecologia", revelou o diretor geral interino da escola, Wolmar de Cézaro.
O curso da EAFC será o primeiro oferecido pelo Ministério da Educação no Oeste de Santa Catarina. A escola vinha há mais de dois anos buscando tornar-se num centro de tecnologia, com o direito de ofertar cursos superiores. O processo passou a tramitar com mais rapidez a partir do apoio prestado pelo ministro da Indústria e Comércio, Luiz Fernando Furlan, nascido em Concórdia. Furlan é neto do ex-senador Attílio Fontana, fundador da EAFC no início dos anos 60.
O pedido enviado ao MEC pela escola era para a abertura de um curso de tecnologia em alimentos. Depois a visita de uma comissão do Ministério da Educação, na última semana de janeiro, foi necessário mudar um pouco o foco do curso. "Continuamos na área de alimentos, mas a decisão do MEC foi aproximar ainda mais o perfil do curso com a vocação da região, que é a maior produtora dentro do Estado de aves, suínos e leite", explicou Wolmar.
A EAFC pretende formar profissionais para atuarem dentro das pequenas, médias e grandes agroindústrias que existem no Oeste do Estado. Segundo Wolmar de Cézaro, o tecnólogo formado na escola terá condições de responder pela área química das empresas que transformam alimentos. O primeiro vestibular da EAFC será lançado em maio. As provas vão ocorrer em junho e o ingresso dos aprovados em agosto.

Concurso

A Secretaria de Estado da Educação e Inovação (SED) realiza no dia 18 deste mês a quinta chamada dos professores que fizeram o
concurso para o quadro do magistério público estadual em 2001. Hoje existem 6.233 professores remanescentes para 4.660 vagas, que podem dobrar, em função da carga horária escolhida, que vai de 10 até 40 horas.


Dobra número de
mortes no feriado em SC

Até agora foram oito vítimas fatais contra quatro registradas no Carnaval do ano passado

Florianópolis - Com a morte, na manhã de ontem, do motociclista Adelirio da Silva, de 48 anos, na BR-470, em Rodeio, chegou a oito o número de vítimas fatais nas rodovias federais em Santa Catarina neste Carnaval. A estatística já é superior a do ano passado, quando durante todo o feriadão quatro pessoas perderam a vida. A CG 125 que Silva pilotava colidiu de frente com o caminhão Dodge 700, dirigido por Renato Bordin. E, segundo a Central de Operações da Polícia Rodoviária Federal, Santa Catarina foi o terceiro Estado com maior número de acidentes em todo o País.
Desde às 18 horas de sexta-feira, quando a Polícia Rodoviária Federal (PRF) deu início a um esquema especial de trânsito, até a meia-noite de domingo ocorreram nas oito rodovias federais que cortam o Estado 156 acidentes, deixando 117 feridos. A maioria destes acidentes foi registrada na BR-101, rodovia que apresentou 87 colisões, 62 feridos e três mortos no fim de semana. "O número de ocorrências tem aumentado por causa da grande quantidade de veículos e do comportamento imprudente dos motoristas", explicou o superintendente da PRF em Santa Catarina, Luiz Paes. Ele apontou o excesso de velocidade e as ultrapassagens perigosas e em locais proibidos, como as infrações mais comuns e que causam mais acidentes.
A preocupação da PRF está no retorno dos turistas para casa a partir de hoje, principalmente nas BRs 101 e 470. A previsão é de que se registre no fim da tarde e amanhã de manhã movimento igual ao do fim da tarde de sexta-feira, quando cerca de 36 mil veículos passaram, por hora, só na BR-101, o que representa 50% mais que nos dias normais e três vezes superior à capacidade da rodovia. Os trechos mais complicados são os da Grande Florianópolis, entre Itapema e Balneário Camboriú, e nas proximidades de Laguna. "Tomara que não chova, porque se isso ocorrer os números serão ainda maiores", disse Paes, alertando para que os motoristas tenham atenção em quaisquer circunstâncias.
O telefone de emergência da PRF é o 191 e para evitar acidentes, a polícia orienta o motorista a não dirigir alcoolizado, não ultrapassar os limites de velocidade, ultrapassar somente em locais permitidos, evitar viajar à noite e utilizar os faróis acesos, mesmo de dia.


No País,
queda nas ocorrências

Brasília - O número de acidentes nas estradas federais caiu 16% nos três primeiros dias de Carnaval em relação ao mesmo período do ano passado. De acordo com um levantamento parcial feito pela Polícia Rodoviária Federal, entre a zero hora da sexta-feira e a zero hora da segunda-feira, ocorreram, em todo o País, 1.238 acidentes, com 69 mortos e 762 feridos.
Nos três primeiros dias do Carnaval de 2004 a PRF registrou 1.477 acidentes, com 96 mortos e 793 feridos. O assessor da Polícia Rodoviária Federal Ricardo Torres adverte, no entanto, que o período crítico do feriado de Carnaval ainda não passou, o que requer mais cautela dos motoristas. "A volta se concentra entre a noite de terça-feira e a manhã de quarta", diz o assessor.
A estratégia de ação da PRF foi cruzar os dados de acidentes dos últimos anos para aumentar o policiamento nos pontos considerados críticos de cada Estado. Em Pernambuco, por exemplo, foram deslocados policiais do interior para atuar nas rodovias que dão acesso às cidades turísticas do litoral e nas entradas de Recife e Olinda. O mesmo foi feito em Santa Catarina, Salvador e Rio de Janeiro. Policiais do Paraná foram ajudar no policiamento da Régis Bittencourt em São Paulo.
O número de policiais rodoviários também aumentou de 7.600 em 2004 para 8.100 este ano, com a entrada de 500 novos concursados. A maior parte do policiamento está em Minas Gerais, que tem a maior malha rodoviária federal do País, e Santa Catarina, cujo trecho da BR-101 é considerado preocupante.
Apesar da queda do número geral de acidentes, em vários Estados a quantidade aumentou. O maior crescimento ocorreu no Distrito Federal, que registrou entre a sexta-feira e o domingo 42 acidentes, 68% a mais que os 25 ocorridos em 2004. Nos Estados com maior tradição carnavalesca também ocorreram aumentos. Em Santa Catarina foram 156 acidentes contra 141 em 2004 (10% a mais), na Bahia registrou-se 53 este ano, 15% a mais que os 46 de 2004. Em Pernambuco, passaram de 44 em 2004 para 56 em 2005 (27% a mais). Em contrapartida, nas rodovias federais de São Paulo ocorreu uma queda de 56% no total de acidentes. No Rio de Janeiro, apesar das chuvas, também houve uma redução de 9,6%. O número de acidentes caiu de 187 para 169.
Manchetes AN
Das últimas edições de Geral
07/02 - Luxo e criatividade no Carnaval de Joaçaba
06/02 - Blocos garantem animação em São Francisco
05/02 - Carnaval atrai turistas para o litoral
04/02 - Catarinenses oram pela recuperação do papa
03/02 - Fiéis rendem homenagem à padroeira dos pescadores
02/02 - Carbonífera multada por queima de rejeito de carvão
01/02 - Com Prestes, Bolshoi fica em Joinville

Leia também

Caminhão cai
sobre Eco Sport e mata três

Joinville - Três pessoas morreram em um mesmo acidente no Km 670 da BR-376, no Paraná, próximo à divisa com Santa Catarina. Segundo informações de populares, o caminhão-baú Mercedes, de placas BWM-6127 (Jaci/SP), teria tombado ao fazer uma curva e caído sobre a Eco Sport, placas ALS-1672 (Maringá/PR). Os veículos trafegavam no sentido Curitiba/Joinville e o acidente aconteceu por volta das 9 horas de ontem.
O carro foi cortado ao meio e arrastado pela mureta de proteção da rodovia. Três pessoas estavam na Eco Sport, que ficou totalmente destruído, provocando, inclusive, um pequeno vazamento de óleo sobre a pista. O Corpo de Bombeiros de Garuva foi chamado para atender a ocorrência, mas ao chegar no local, dois ocupantes já estavam mortos: Marcos Toydo Kondo, 28 anos, e Carolina Polezer, 26. Os bombeiros ainda conseguiram resgatar, com vida, uma terceira pessoa, Mary Antônia Gongorra, 31 anos, que foi encaminhada ao Hospital Angelina Caron, em Campina Grande do Sul (PR), pelo helicóptero da Polícia Rodoviária Federal, mas ela não resistiu.
O caminhoneiro Adinael Perpétuo Amaro ficou em estado de choque, mas nada sofreu. O caminhão estava carregado com peças de móveis.

Atropelamentos

O menino C.D.R., 5 anos, foi atropelado por volta das 11h50 de ontem no Km 53 da BR-280, em Guaramirim. Dois carros se envolveram no acidente - o Corsa Wind, placas LYT 5092 (Jaraguá do Sul), conduzido por Jorge Corrê, 45 anos, e o Marea, placas MAN 3662 (Guaramirim). C. foi levado para o Hospital Jaraguá com traumas nas duas pernas, passou por cirurgia e não corre risco de morte.
Em Joinville, morreu ontem pela manhã, na UTI do Hospital São José, o eletricista Paulo Stilher Filho, 33 anos. Ele foi atropelado na madrugada de sexta-feira, na rua Santa Catarina, por um veículo não identificado e que não parou para socorrê-lo. Stilher será enterrado hoje no cemitério Cristo Rei, no Vila Nova.


Dois
motoqueiros perdem a vida

Florianópolis - Três pessoas morreram em acidentes nas estradas catarinenses na madrugada e manhã da segunda-feira de Carnaval.Uma colisão frontal entre duas motos matou um rapaz de 17 anos e deixou o outro motoqueiro gravemente ferido nesta madrugada, em Sombrio, no Sul do Estado. O choque ocorreu às 4h30, no Km 9 da SC-485. Juliano Almeida dos Santos, que pilotava a moto Honda CG 125 de placa ICU-0270 (Torres - RS), morreu no local do acidente. Ele bateu de frente em outra moto do mesmo modelo, placa MBT-0133, pilotada por Leandro de Oliveira Teixeira, que foi hospitalizado com ferimentos graves.
Outro motociclista morreu, ontem, ao colidir contra um
caminhão na BR-470 e se tornou a 11ª vítima fatal da rodovia esse ano. Depois de cair no asfalto, ele foi atingido por outro caminhão. O acidente ocorreu por volta das 6h30 de ontem na altura do km 80, próximo ao trevo de Rodeio. Adelirio da Silva, 48 anos, pilotava a moto Honda Titan CG 125, placas MBW 9648 de Imbuia SC, quando colidiu com o caminhão Chevrolet placa MAY 0459 de Ascurra SC, cujo motorista não foi identificado. De acordo com os patrulheiros do posto da Polícia Rodoviária de Blumenau, a imprudência dos motoristas tem sido o principal problema da BR-470 neste feriado de Carnaval.
José Luiz dos Santos, de 46 anos, morreu atropelado no início da madrugada de ontem, na SC-401, próximo ao acesso à localidade de Santo Antônio de Lisboa, em Florianópolis. Ele foi atingido a 0h30, no Km 11,6 da rodovia, pela GM S-10 Deluxe de placas LZD-2260 (Florianópolis) e morreu no local. O motorista da picape, Leopoldo Moratelli Neto, de 25 anos, não se feriu.


Hospital muda atendimento
Criciúma - O Hospital São José de Criciúma está aderindo ao Programa Nacional de Humanização da Assistência Hospitalar, que visa criar novas alternativas de atendimento aos clientes das entidades hospitalares que atendem pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Uma das alterações é quanto ao horário de visita dos familiares aos pacientes, assim como do horário das refeições dos internados. Antes os parentes de pacientes poderiam entrar no hospital das 12 às 13 horas. Agora, terão como opção das 14 às 15 horas e das 18 às 18h40. Da mesma forma, o jantar era servido às 18 horas e, apenas às 8 horas do outro dia é que iriam receber uma nova alimentação. Agora será às 19h30.

Disque-denúncia em Chapecó
Chapecó - A Prefeitura de Chapecó criou um serviço de ouvidoria para receber críticas e sugestões da população. Por meio do telefone (49) 324-6444 qualquer pessoa poderá deixar sua opinião a respeito dos serviços oferecidos pela administração. O objetivo da Prefeitura é saber a opinião dos chapecoenses e melhorar o trabalho desenvolvido, principalmente o atendimento ao público. De acordo com a administração, toda informação repassada será checada e no caso de reclamação, serão tomadas as providências.

Lacen agiliza novos exames
Joaçaba ­ As obras de construção da unidade macrorregional do Laboratório Central (Lacen) em Joaçaba já iniciaram. O laboratório regional está sendo construído no bairro Santa Tereza e é o resultado de uma parceria entre o governo do Estado e a Prefeitura. Segundo o gerente regional de Saúde de Joaçaba, Jacó Ungericht, entre os benefícios que ela trará está a agilidade na realização de determinados exames como a análise confirmatória do HIV, hoje feitos em Florianópolis. Marcadores de hepatite e análises de água também passarão a ser realizados na unidade de Joaçaba que irá atender aproximadamente 50 municípios da região.

Rio do Sul terá vara federal
Rio do Sul - A Justiça Federal vai instalar uma vara em Rio do Sul com abrangência aos demais municípios da região do Alto Vale do Itajaí. O anúncio foi feito pelo juiz federal, Sebastião Ogê Muniz, em visita ao prefeito Milton Hobus, na semana passada. A implantação, prevista par abril, depende apenas da conclusão das obras do edifício onde ficará a sede do órgão, na alameda Bela Aliança, mas imediações da rua General Osório. A Prefeitura de Rio do Sul é parceira da iniciativa e será a responsável pela locação do espaço de 700 metros quadrados durante 18 meses.

Unesc amplia serviços
Criciúma - O curso de medicina da Universidade do Extremo Sul de Santa Catarina (Unesc) vai ampliar a partir deste semestre o atendimento a população, que é realizado nos ambulatórios da instituição. A ampliação passa a vigorar a partir do dia 14, quando inicia o semestre. De acordo com a instituição a área de pediatria e puericultura, além do aumento de sua capacidade de demanda, serão implantados os ambulatórios de cirurgia pediátrica, consulta pediátrica pré-natal e um ambulatório exclusivo para adolescentes. Os ambulatórios de pediatria geral serão supervisionados por pediatras e inclusive alguns com subespecialidades como gastroenterologia, cardiologia e hematologia.

Concurso
A Secretaria de Estado da Educação e Inovação (SED) realiza no dia 18 deste mês a quinta chamada dos professores que fizeram o concurso para o quadro do magistério público estadual em 2001. Hoje existem 6.233 professores remanescentes para 4.660 vagas, que podem dobrar, em função da carga horária escolhida, que vai de 10 até 40 horas.

Tempo bom
São poucas as chances da chuva atrapalhar as últimas horas do Carnaval catarinense. De acordo com o Ciram/Epagri, hoje o dia deve ser de sol e calor em todo o Estado. Apenas do Oeste ao Sul de Santa Catarina é que podem ocorrer mais nuvens e pancadas isoladas de chuva na madrugada e fim do dia. No Litoral, entre a Grande Florianópolis e Norte, há chance de chuva isolada à noite.

 

Copyright © 2000 A Notícia - Fone: 055-0xx47 431 9000 - Fax: 055-0xx47 431 9100 - Rua Caçador, 112 - CEP 89203-610 - C. Postal: 2 - 89201-972 - Joinville - SC - BRASIL -EXPEDIENTE
 
Por:Torque Comunicação e Internet