Joinville         -         Segunda-feira, 31 de janeiro de 2005        -          Santa Catarina - Brasil
 
 

ANotícia  

P  
O  
L  
Í  
C  
I  
A  










Preso assaltante que
atacou carro-forte na 101

Sandro de Lima Silveira, o Boneco, foi detido no RS

Fabiana de Liz

Florianópolis - Um dos homens apontados pela polícia como sendo o líder da quadrilha especializada em assaltos a carros-forte em Santa Catarina e Rio Grande do Sul, Sandro de Lima Silveira, o "Boneco", foi preso no final de semana em Porto Alegre, pela Polícia Civil gaúcha. Boneco seria, ao lado de José Carlos dos Santos, o "Seco", líder da ação cinematográfica deflagrada na BR-101, em dezembro, quando eles levaram R$ 161 mil da transportadora de valores TGV. Outro crime atribuído aconteceu na Serra Dona Francisca, onde eles levaram cerca de R$ 1 milhão no assalto a um carro-forte, em 1996.
Boneco, que possui seis mandados de prisão no Rio Grande do Sul, foi preso em flagrante no início da noite de sábado, num bairro da zona Norte da capital gaúcha. Ele foi autuado por porte ilegal de arma (estava com uma pistola 9mm e dois carregadores) e foi levado para o Presídio Central, onde passou a madrugada sendo interrogado pela polícia. Nesta semana, uma equipe de policiais da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (Deic) de Santa Catarina irá até Porto Alegre para tomar depoimento de Boneco sobre seu envolvimento em assaltos no Estado.
Seco continua foragido, mas com as prisões de Boneco e de Gustavo Roennau, 29 anos, no final de dezembro, em Balneário Camboriú, a polícia está otimista e acredita que logo deve chegar aos outros integrantes da gangue. "Depois que a gente pega um a quadrilha vai sendo desmantelada", ressalta o diretor da Deic, delegado Ilson Silva. O grupo chefiado por Boneco e Seco também seria responsável por outros roubos em Santa Catarina, de Itapoá a Passo de Torres, o que demandou o aluguel de pelo menos 18 casas no litoral catarinense.
A estratégia da gangue para interceptar carros blindados já é conhecida da Polícia dos três Estados do Sul do Brasil: uso de caminhão-guincho para paralisar o carro-forte, uso de veículos furtados para executar a ação e para empreender fuga, armamento pesado (metralhadoras e explosivos para abrir os cofres), roupas camufladas, coletes à prova de balas e, como demonstrado no último assalto a carro-forte delegado à quadrilha em Santa Catarina, escolha estratégica do local para interceptação do caminhão a ser roubado, sem sinal para celular e rádio de comunicação da polícia.

Melara

A prisão de Boneco coincide com o desfecho de outro capítulo no histórico dos assaltos a carros-forte no Sul do País: o assassinato de Dilonei Francisco Melara, 46 anos (com 77 anos de condenação), ocorrido na semana passada no município gaúcho de Dois Irmãos. Como a atuação da quadrilha, em Palhoça, aconteceu poucos dias após a fuga de Melara, em novembro de 2004, da Penitenciária Estadual do Jacuí, no Rio Grande do Sul. Desde então policiais catarinenses, paranaenses e gaúchos estavam em seu encalço. Assim como Melara, membros da quadrilha chefiada por Boneco e Seco, já foram aliados de outro procurado pelo mesmo crime: o gaúcho Jones Antônio Machado, o "Jonas Dedão", também foragido.


Casal vira refém de
ladrões em Itajaí

Itajaí - Um casal de aposentados viveu momentos de pavor na manhã de ontem, quando uma dupla armada invadiu o imóvel na zona rural de Itajaí, no Litoral Norte. Os ladrões, equipados com pistola e revólver, roubaram mais de R$ 91 mil, o veículo que estava na garagem e outros objetos.
A dupla queria o valor de R$ 1 milhão, proveniente da venda de um sítio no bairro Itaipava. O ataque iniciou às 7 horas quando os dois homens, um deles de chapéu de palha e com o rosto coberto por um pedaço de pano, pularam a janela da casa na rua Fermínio Vieira Cordeiro, bairro Espinheiros, rendendo o casal que fazia a primeira refeição de domingo. Diante das ameaças, do nervosismo dos asaltantes, e com a intenção de abreviar a parmanência deles dentro da casa, o aposentado Manoel Borba ofertou R$ 1,2 mil que possuíva nos bolsos. De nada adiantou, já que os bandidos insistiam que estavam a procura do dinheiro da venda do sítio. O casal foi dominado e amarrado sobre uma cama.
Enquanto um deles permanecia junto ao casal o outro, revirava todo o imóvel a procura do dinheiro. Nas informações da Polícia Militar consta que, além do dinheiro ofertado pela vítima, os bandidos ainda roubaram dois cheques, totalizando R$ 60 mil e mais R$ 31 mil, em dinheiro.

sem pistas

Os criminosos usaram o carro da vítima, um Fox, que estava na garagem para a fuga, mas o abandonaram a poucos metros do local. O caso foi registrado na Central de Polícia que investiga o caso, porém, ainda não possui qualquer pista dos assaltantes.


Encapuzados
invadem salão em Jaraguá

Jaraguá do Sul - Cinco homens encapuzados e armados de revólveres e espingardas invadiram na madrugada de domingo o salão Indepedência, no pacato bairro Garibaldi, interior de Jaraguá do Sul, no Vale do Itapocu. Segundo o presidente do salão (que não teve o nome revelado pela Polícia Militar), eles dispararam tiros para o alto e anunciaram assalto, assustando cerca de 30 pessoas que ainda estavam no local.
Os assaltantes tentaram arrombar a porta da bilheteria que havia sido trancada por um funcionário do salão, quando os viu entrando no local. Apesar de efetuarem disparos contra a porta da bilheteria, os homens não conseguiram abri-la, seguindo então para o caixa de venda de bebidas, de onde levaram R$ 2 mil.
Ao fugir do salão, os assaltantes foram impedidos por um homem embriagado que acabou levando dois tiros, um no tornozelo e outro, de raspão, no peito. A quadrilha fugiu em um Gol branco em direção ao município de Rio dos Cedros. A PM realizou rondas na região, mas até ontem à tarde não tinha pistas dos assaltantes.

Manchetes AN
Das últimas edições de Polícia
30/01 - Assaltantes invadem Prefeitura de Itajaí
29/01 - Motorista morre ao bater ônibus
28/01 - Corregedoria indicia 3 policiais
27/01 - Amor virtual acaba em assassinato
26/01 - Polícia do Oeste caça trio armado que assaltou Besc
25/01 - Separação causa duplo homicídio
24/01 - Colisão mata cinco adolescentes no Oeste

Leia também

Encontrados
corpos em Chapecó

Chapecó - Dois corpos - um deles em adiantado estado de decomposição - foram encontrado por moradores de Chapecó, no Oeste do Estado. A causa das mortes ainda é um mistério para a polícia da região - embora houvesse um revólver próximo a um dos cadáveres. Não há, porém, qualquer relação entre as mortes.
O primeiro caso aconteceu por volta de 1 hora da madrugada de sábado, quando a Polícia Civil foi acionada por moradores de Linha Água Amarela. Eles chamara os policiais porque tinham encontrado o cadáver do aposentado Arvelino Monteiro, 69 anos, que estava desaparecido há vários dias.
O corpo, já em adiantado estado de decomposição, foi encaminhado para o exame de necropsia, no Instituto Médico Legal (IML). Só uma perícia técnica poderá apontar as causas da morte.
Ainda na noite de sábado, Juliano Pedroso, 23 anos, foi encontrado morto, com um tiro na cabeça, na rua Espírito Santo, bairro Santo Antônio. Um revólver calibre 32 foi localizado junto ao corpo. A polícia civil está acompanhando o caso.


Uma morte a cada três
dias no tráfego da 470

Blumenau - O perigoso tráfego da BR-470, que corta o Vale do Itajaí, fez mais uma vítima no final de semana - a 10ª morte só este ano. O motorista Osveri Natal Soares, 51 anos perdeu o controle do veículo que dirigia, um Tempra de cor preta, placas LAD 4193 de Blumenau e caiu de um viaduto da rodovia. De acordo com o Posto da Polícia Rodoviária Federal de Blumenau, Soares estava sozinho e caiu de uma altura de cinco metros.
A média de mortes esse ano na BR 470 é de uma a cada três dias. Além das péssimas condições das pistas e da deficiência na fiscalização, a imprudência dos motoristas contribui para o elevado índice de acidentes com mortes, segundo a PRF.
Outras três mortes ocorreram nas estradas de Santa Catarina. No final da madrugada de ontem, um choque entre um veículo Vectra e um Ford Del Rei resultou na morte de duas pessoas: Franco Amboni Nunes Torres, 29 anos, (condutor do Vectra LSP 9579/Criciúma) e Angelisa de Souza, 27 (passageira do Del Rei LYC 2536/Criciúma, que era guiado por Luciano Dutra Batista, 24 anos). Os dois morreram no local do acidente, ocorrido no Km 8,6 da SC-444, em Içara, no Sul do Estado.
Valcir Zarur, 27 anos, morreu a caminho do hospital após sofrer um acidente na altura do Km 33,1 da SC 401. Ele estava numa motocicleta que bateu de frente com um Fiat Palio.
Em Videira, por pouco não acontece uma tragédia no acidente de um veículo que saiu da pista. Um Fiat Uno quase atingiu duas casas localizadas na Vila de Carli. O motorista Antônio Vilmar Góis, 37 anos, perdeu o controle do carro quando descia parte da rua Antônio de Carli, fazendo com que ele caísse cerca de três metros do barranco. O carro ficou escorado numa árvore, a poucos centímetros das casas. Moradores do bairro amarraram uma corda para evitar que o Uno rolasse e atingisse as casas.


 

Copyright © 2000 A Notícia - Fone: 055-0xx47 431 9000 - Fax: 055-0xx47 431 9100 - Rua Caçador, 112 - CEP 89203-610 - C. Postal: 2 - 89201-972 - Joinville - SC - BRASIL -EXPEDIENTE
 
Por:Torque Comunicação e Internet